Os paraísos fiscais escondem 8% da riqueza mundial

paraísos fiscaisA desigualdade é um dos maiores problemas que enfrentamos actualmente. Mas paradoxalmente a desigualdade alimenta-se das crises e os paraísos fiscais são um dos maiores problemas no agravamento das desigualdades.

Com efeito, os ricos tornam-se cada vez mais ricos quando a economia enfrenta tempos de crise e, ao mesmo tempo, os pobres ficam ainda mais pobres. Isto é quase uma regra económica.

E, dependendo da forma como os governos gerem as crises, também pode acabar por afectar a classe média e ser relativamente prejudicial para toda a economia em geral.

No entanto, quando se fala de riqueza, não podemos esquecer o papel desempenhado pelos paraísos fiscais.

Gabriel Zucman, um jovem economista francês com uma trajectória académica brilhante tem uma opinião bem definida sobre este tema. O problema da desigualdade hoje em dia não irá ficar resolvida rapidamente se continuarmos a seguir pelo mesmo caminho, no que diz respeito a questões políticas e económicas.

Cada vez mais as desigualdades serão maiores e, em parte, o papel desempenhado pelos paraísos fiscais é fundamental para manter esse sistema no que diz respeito aos mais ricos.

E o pior é, segundo Zucman, o facto da classe política ter plena consciência deste facto, permitindo-o e até mesmo chegando a admiti-lo e incentivando-o através de determinadas decisões governamentais.

Segundo os seus cálculos, 8% da riqueza mundial encontra-se nesses paraísos fiscais. Em muitos casos, esses paraísos são países muito pequenos ou pobres que encontraram nesse sistema fiscal uma forma de criar riqueza para si mesmos.

No entanto, esses 8% da riqueza concentrada nas mãos de poucos, impede que possa haver uma distribuição equitativa da mesma. E se o sistema não mudar, com a convulsão económica mundial que vivemos, não irá demorar a aumentar ainda mais essa percentagem.

LER TAMBÉM  Levantamento de depósitos dos bancos

E se os mais ricos continuarem a acumular mais riqueza, as pessoas das classes média e baixa terão cada vez menos riqueza disponível e a desigualdade irá ser cada vez mais visível.

O que acha da opinião deste economista? Acha que realmente está a ser feita alguma coisa para limitar os paraísos fiscais e as fortunas ali guardadas? Haverá alguma forma de tributar esta riqueza em favor da sociedade em geral?

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close