Devemos investir em moedas virtuais alternativas?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

moedas virtuaisCertamente que a maioria de nós já conhece este tipo de moeda ou pelo menos ouviu a palavra “Bitcoin”. O Bitcoin é a “Coca-Cola” das moedas virtuais. Foi a primeira moeda virtual mas não é a única.

Desde o seu nascimento em 2009 que já apareceram mais de 200 criptomoedas. Mas nem todas conseguiram ter sucesso, embora seja provável que uma delas possa vir a ser a “Pepsi” das moedas virtuais. A questão está em saber identificá-la, pelo que é importante conhecer os principais indicadores de crescimento.

Ao contrário do dinheiro fiduciário, a criptomoeda apenas gera uma quantidade de unidades previamente definidas, a uma velocidade delimitada por um valor pré-estabelecido e conhecido publicamente e de forma prévia.

Não está sujeita a inflação, nem desvalorização porque não pertence a nenhum Estado.

São moedas baseadas numa verificação criptográfica sem necessidade de haver terceiros pelo meio.

No último ano a famosa Bitcoin cresceu cerca de 70%, mas tem cada vez mais concorrência. É o caso por exemplo da E-DINAR que apareceu em finais do ano de 2015. Esta é uma criptomoeda de nova geração que tem vindo a ganhar cada vez mais força, tanto assim que será provavelmente a maior concorrente da conhecida Bitcoin.

 

Porquê investir em moedas virtuais?

Do ponto de vista social, o dinheiro virtual representa um novo paradigma livre de intermediários e instituições. São moedas virtuais descentralizadas com transacções rápidas e com custos substancialmente menores.

Outra das vantagens de investir em divisas digitais é permitirem conservar o anonimato e a segurança, uma vez que o seu sistema impossibilita qualquer tipo de falsificação. Para além disso, as operações podem ser realizadas a qualquer hora de dia, e em qualquer dia do ano.

LER TAMBÉM  O rebentamento da bolha do fracking irá acelerar a deflação global

e dinar

Como funciona o E-DINAR?

É um sistema de código aberto com uma emissão de 22.000.000 e um crescimento de 20% ao mês. É a primeira criptomoeda que garante um crescimento de 0,65% ao dia.

Permite pagamentos instantâneos e sem comissões. As criptomoedas E-DINAR podem ser trocadas por outras divisas tradicionais, como o euro ou o dólar, ou então por divisas digitais como o Bitcoin. Este é um ponto importante pois permite o intercâmbio com mais de 100 sistemas de pagamento e com os 500 principais bancos mundiais.

São muitas as moedas que caíram no esquecimento para dar lugar às que agora conhecemos e utilizamos actualmente, quer tenha sido por motivos de guerra, independência, inflação, etc.

No entanto, o volume de transacções realizadas com criptomoedas apresenta um crescimento exponencial e global.

O incessante investimento em tecnologia e a alteração da experiência de compra são dois indicadores que apontam para um maior crescimento futuro deste tipo de transacções. Tanto assim é que a expansão deste tipo de divisas virtuais já é tangível, marcando presença nas ruas da Europa e dos Estados Unidos, onde já é possível encontrar caixas automáticas que permitem depositar dinheiro real para obter criptomoedas e vice-versa.

Serão as criptomoedas as moedas do futuro? Deixarão de existir as notas, moedas e cartões de crédito para dar lugar a dinheiro totalmente virtual? Será que algum dia desaparecerão as muitas moedas mundiais para dar origem a uma única criptomoeda mundial?

Deixe o seu comentário

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close