lojas de compra de ouro

Os prós e contras das lojas de compra de Ouro

lojas de compra de ouroO número de lojas de compra e venda de ouro tem subido a um ritmo alucinante e segundo dados estatísticos abrem por dia cerca de duas lojas de compra e venda de ouro, prata e outros metais preciosos. Quando alguém decide vender uma peça de ouro usada numa loja de compra e venda de ouro existe um avaliador que determina um valor base para a peça em questão. Os valores de cada peça podem variar consoante a oferta de cada estabelecimento. Resta então pensarmos nos fatores que levam estas lojas a existir e a reproduzirem-se de forma tão rápida.
Quando decide vender ou comprar uma peça de ouro numa loja vale a pena pensar sobre todos os prós e contras dessa mesma venda. Procure informar-se o mais possível sobre o valor da sua peça de modo a coincidir o mais aproximado com a proposta de venda por parte da loja. Estes estabelecimentos podem ser uma mais-valia caso pretenda angariar algum dinheiro, especialmente neste tempo de crise, contudo a venda de ouro têm os seus prós e contras. Conheça então quais os aspetos positivos e negativos destes estabelecimentos de compra e venda de ouro usado:
Aspetos positivos
Aspetos negativos
Possibilidade de angariar algum dinheiro
Vendas muito abaixo do valor real
Pagamento imediato
Avaliadores com fracas competências
Venda sigilosa
Compra sem garantia de origem fidedigna
Garantia de uma compra de ouro verdadeiro
Desprendimento de bens pessoais valiosos
Entre todos estes aspetos positivos e negativos destes estabelecimentos de compra e venda de ouro destacamos alguns que podem ser relevantes e decisivos na hora de efetuar a sua compra ou venda:
  • Possibilidade de ganhar dinheiro – Este é o primeiro dos prós quando à venda de ouro usado. É provavelmente o fator que leva as pessoas a vender o seu ouro e outros metais preciosos. Perante o cenário de crise existe a necessidade de obter um dinheiro extra. A venda de ouro e as lojas acessíveis são sem dúvida um atrativo para carteiras afetadas pela crise.
  • Pagamento imediato – O facto de o pagamento ser imediato, em dinheiro físico também atrai quem deseja obter um rendimento extra através das joias que já não usa ou não necessita.
  • Vendas muito abaixo do valor real – O primeiro dos contras relativos a venda de ouro usado passa pelo valor que os estabelecimentos atribuem às peças, que se verifica muito abaixo do valor original da joia. Estatísticas apontam para cerca de 90% de desvalorização desse mesmo valor. Tenha sempre em atenção a cotação do ouro nos mercados internacionais.
  • Avaliadores com fracas competências – Com o surgimento sistemático de lojas de compra e venda de ouro foi necessário o recrutamento de profissionais para avaliação de ouro. Contudo os números revelam que boa parte dos avaliadores das lojas de compra e venda de ouro usado possuem fracas competências de avaliação e conhecimento quando aos metais preciosos. Cabe a si decidir se a venda de ouro é a opção mais viável e ajustada às suas necessidades.

Foto de Michael Steinberg no Pexels

LER TAMBÉM  A Insolvência
3

Sem comentários

Deixe o seu comentário