Taxas Euribor

O que são as Taxas Euribor

Taxas EuriborIncontornavelmente as taxas Euribor acabarão por entrar na sua vida. Basta pedir um crédito ao banco. E, no caso de ser um crédito à habitação, elas vão acompanhá-lo durante largos anos da sua vida, e dar-lhe muitas dores de cabeça.
Que o diga quem, em plena crise de 2008, viu a prestação da casa saltar quase para os mil euros, quando antes pagava cerca de 600 ou 700 euros por mês. E tudo, porque as ditas Euribor cotavam na altura em máximos históricos.
As Euribor são taxas interbancárias. Significa isto que são calculadas diariamente tendo em conta o valor a que um conjunto de 52 bancos europeus – entre os quais, a Caixa Geral de Depósitos – estão dispostos a emprestar dinheiro entre si naquele dia. Ou seja, reflectem os juros que eles cobram entre si para concederem empréstimos uns aos outros.
Foi por isso que, em 2008, estas taxas atingiram o seu valor mais alto de sempre. No auge da crise do sistema financeiro – em que nenhum banco era grande demais para falir, que o diga o Lehman Brothers – a desconfiança grassava nos mercados financeiros. Ninguém sabia quem poderia ser a próxima instituição bancária a declarar falência. E, como tal, os bancos exigiam juros altíssimos aos seus congéneres, porque não conseguiam sequer avaliar correctamente o risco que estavam a tomar.
O que é que isto lhe interessa? Infelizmente, tudo. Porque além de serem taxas interbancárias, as taxas Euribor são também os principais indexantes de qualquer tipo de crédito, principalmente o crédito à habitação. Elas têm de condão mágico de subirem e deixarem a sua carteira mais leve.
LER TAMBÉM  A decadência das democracias ocidentais
3

Sem comentários

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.