O Cartão de Crédito Como Funciona?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Cartão de Crédito Como FuncionaO cartão de crédito é um pequeno cartão de plástico com um tamanho universal que serve para efectuar pagamentos electrónicos.

Em cada cartão na parte frontal é possível ver o nome do cliente, o símbolo da instituição bancária que o emitiu, a respectiva bandeira (Visa, Mastercard, etc), o chip, o número do cartão e a data de validade. Depois na parte traseira existe a banda magnética, o código CVV2 e um local onde o cliente deve assinar.

O que difere um cartão de crédito de um cartão de débito é que o valor da compra não é descontado no momento. A data de pagamento varia de cartão para cartão mas em alguns casos a compra pode só ser paga 45 dias depois, usufruindo o cliente até essa data de crédito sem juros, com um valor máximo definido pela instituição financeira. Na data estipulada o banco emite um extracto com as transacções do último mês que é enviado para o cliente que pode até optar por pagar apenas uma percentagem do valor total, pagando desta forma juros.

Resumindo as vantagens do cartão de crédito são:

  • Facilidade de utilização quando comparado com ter de andar com dinheiro na carteira. A vantagem é maior quanto maior for o valor da compra.
  • Todos os gastos são registados ao contrário do que acontece quando paga em dinheiro e não recebe o talão ou o perde. No final de cada mês recebe em casa um extracto com todas as compras que fez.
  • Sem gastos associados se não recorrer ao crédito e escolher um cartão sem anuidade.
  • Os bancos oferecem muitas vantagens a quem utilizar o cartão de crédito como descontos e ofertas.

Cada transacção feita com um cartão de crédito envolve cinco participantes, cada um com uma acção diferente.

LER TAMBÉM  Crédito para estudantes universitários

Cliente – O cliente é o dono do cartão e a pessoa interessada no produto que vai ser transaccionado ou no serviço contratado. Tanto pode ser o titular da conta como um familiar directo que tenha autorização para o usar e que saiba o pin.

Vendedor – Empresa que vai vender o produto ou efectuar o serviço ao cliente. Através de uma máquina que lê a banda magnética do cartão e passa as informações como o montante e os números de conta do cliente e vendedor, sendo depois o dinheiro transferido.

Adquirente – O adquirente é a empresa responsável por fazer a ligação entre o vendedor e a bandeira (Visa, Mastercard, etc) do cartão. É responsável pela manutenção da rede informática em que os dados circulam, bem como aluga/vende os equipamentos necessários como os terminais de pagamento automático. O aluguer destes equipamentos, por norma, não é muito caro como forma de incentivar os vendedores a colocarem sistemas de pagamento automático, permitindo um maior controlo das transacções financeiras. Os terminais de pagamento lêem os dados da banda magnética e verificam se o cliente tem dinheiro para pagar o produto ou serviço, se assim for é emitido um talão em duplo, um para o vendedor e outro para o cliente, que serve como comprovativo de pagamento. O lucro do Adquirente vem da taxa que é cobrada a cada Vendedor por cada venda em que seja utilizado o seu sistema. Todos os dados são transmitidos numa rede segura. Em Portugal as principais empresas responsáveis por isso são a SIBS e a Redunicre, enquanto no Brasil existem a Redecard, Cielo, Hipercard e Getnet.

Bandeira – A Bandeira é a entidade que faz a ligação entre o Adquirente e a Instituição Financeira, transmitindo os montantes das transacções de modo que o dinheiro seja descontado na conta do Cliente e transferida para a conta do Vendedor. As empresas Bandeira como a Visa, Mastercard e American Express usam as informações da banda magnética e o número do cartão para identificar os outros intervenientes.

LER TAMBÉM  Como evitar o cartão de crédito

Instituição Financeira – Normalmente chamado de Banco a Instituição Financeira é quem emite os cartões de crédito e em cada compra vai confirmar (um 1º teste foi feito pelo terminal de pagamento automático) se todos os requisitos estão a ser cumpridos para aprovar a transacção. O principal requisito é ver se o valor da compra está dentro do plafond que o cliente tem no cartão de crédito, se assim for a transacção é aceite e é feita a transferência do dinheiro entre os dois primeiros intervenientes. No final de cada mês, data que pode variar de cartão para cartão, é emitido o extracto para ser enviado ao cliente. Neste caso até podem ser dois os bancos intervenientes já que o banco do vendedor também é informado da permuta.

As regras que controlam a forma como as transacções são feitas podem variar de País para País mas os intervenientes são sempre estes cinco. Por exemplo em Espanha é praticamente obrigatório que o cliente mostre um documento de identificação e assine o talão da compra, enquanto que em Portugal e no Brasil raramente isso é feito.

A forma como o pagamento é feito também varia de transacção para transacção. Algumas lojas promovem ocasiões especiais em que compras de grande valor como electrodomésticos ou mobiliário podem ser pagas em prestações sem juros, recebendo o vendedor um determinado montante a cada mês. Já se o cliente optar por recorrer ao crédito disponibilizado pelo banco o vendedor recebe o montante total de uma vez e o cliente vai depois pagando a cada mês uma percentagem desse valor mais os juros ao banco.

Agora que já conhece a forma como os pagamentos são feitos e quem são os intervenientes pode utilizar o seu cartão de crédito com mais segurança e confiança.

Gostou do nosso artigo? Partilhe sff

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.