vida financeira

Mude a sua vida financeira

vida financeiraSe você está insatisfeito ou então, satisfeito com a situação actual de sua vida financeira, tentarei passar algumas dicas práticas e perfeitamente executáveis, que realmente, podem fazer você melhorá-la consideravelmente.
São mudanças simples no comportamento do dia-a-dia e que podem ser úteis em todos os momentos financeiros em que se está vivendo, não só para aqueles que se encontram em dificuldades financeiras, como também para aqueles que não vivem em apuros financeiros e que, com certeza, não gostariam de “entrar” em tais dificuldades.

Pague em dia os serviços financeiros que utiliza.

Use o seu cartão de crédito da forma mais moderada possível, evitando terminantemente pagar as mensalidades com atraso ou pagar apenas o valor mínimo.
Pague sempre o valor integral da factura do seu cartão de crédito, pois se você pagar apenas um valor parcial pagará um juro altíssimo, superior a qualquer aplicação financeira e uma dica que pode ser interessante é limitar o uso do cartão de crédito apenas para compras de valor mais elevado, recusando-se a usá-lo em compras corriqueiras de baixo valor, pois caso contrário, você passará a utilizá-lo constantemente e sem controle algum.
O Cartão de Crédito é um excelente produto quando bem utilizado, pois facilita muito a vida do consumidor, que não precisa portar dinheiro ou os ultrapassados talões de cheque, além é claro, da total aceitação por todos os comerciantes.
Se o Cartão de Crédito tem muitas qualidades quando bem utilizado, no entanto, pelo fato de ser via de regra, muito mal utilizado, tem sido o “terror” de muitas famílias, que se vêem devedoras e sem condições de pagar os seus compromissos.
Uma dica prática que pode ser de extrema utilidade, é solicitar a operadora do cartão de crédito, para que o vencimento da factura do cartão coincida com o recebimento do seu salário, pois desta forma, com certeza, na data do vencimento você terá recursos para pagar integralmente o seu cartão de crédito.
O cartão de crédito, o cheque especial e todas as dívidas que possuem altos juros devem ser pagos integralmente, não se permita a pagá-los parcialmente, pois tendem a se tornar bolas de neve.

Aprenda a poupar

Tenha o hábito de poupar no exacto momento, em que receber o seu salário. É simples assim: recebeu o salário, reserve uma parte dele para poupar, investir.
Você terá que sobreviver sem aquela parte reservada para o investimento, ou seja, você reservou 20% do seu salário para investir, então você terá que fazer “malabarismos” e passar o restante do mês com 80% dos seus vencimentos.
Mas este procedimento não se limitará a este mês. Este comportamento deve ser aplicado “religiosamente” todos os meses, em cada recebimento que ocorrer você deve reservar sempre a mesma parte, ou então uma percentagem superior pensando em criar recursos financeiros suficientes para se conseguir grandes empreendimentos.
É incrível como todos aprendem a gastar sem que ninguém precise ensinar, porém o cidadão mediano, não sabe poupar, não aprendeu a utilidade de se manter recursos financeiros para possíveis emergências ou para o futuro.
A facilidade de se fazer uma negociação quando se pode pagar à vista é infinitamente maior, além da possibilidade de se conseguir grandes descontos.

Corte ou reduza as suas despesas mensais

É impossível manter uma vida financeira equilibrada, quando se constata que as despesas superam as receitas.
Se esta é a sua situação, ou se não é desta forma, porém as suas despesas estão quase iguais as suas receitas, então há a necessidade de medidas radicais: corte as despesas.
Praticamente todos os serviços oferecidos são negociáveis, você já tentou “pechinchar”, pedir um abatimento no preço do serviço prestado?
Faça o teste e caso não consiga, mude para uma outra opção mais barata. Muitas vezes, não é porque é mais barato que é pior a prestação de tal serviço.
É passível de negociação a assinatura da TV por assinatura, da Internet de banda larga, as academias e escolas de idiomas, entre outros serviços disponibilizados e com medidas simples, podem-se gastar menos água e energia eléctrica, acarretando menos despesas no final do mês.
Reflicta friamente sobre a sua situação financeira actual e com certeza, identificará as razões de seu desequilíbrio financeiro e tente combater tais “pontos”.
Portanto, são medidas claras e simples de serem seguidas, coloque-as em prática, use-as no seu dia-a-dia e tenha a certeza, de que você conseguirá atingir o equilíbrio financeiro que você merece.
Pode ser que colocar as “contas em dia”, demore um pouco, porém comece a sua mudança de comportamento cortando as despesas, pois isto, na fase inicial é o mais importante e com esta economia abata as suas dívidas.
Este é apenas o começo para melhorar as finanças pessoais através de mudança comportamentais, aperfeiçoe tais procedimentos de acordo com a sua situação pessoal e veja que é possível conseguir grandes sucessos.
Gostou do nosso artigo? Partilhe sff
LER TAMBÉM  5 Dicas Para Quem Tem Entre 20 e 35 Anos
5

Sem comentários

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.