Tudo o que precisa saber sobre finanças pessoais

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Tudo o que precisa saber sobre finanças pessoaisOnde está o segredo do êxito monetário? Nas palavras dos melhores economistas da história, dos maiores investidores, ou dos psicólogos mais freudianos?

O segredo do triunfo financeiro não está em nenhum deles. Tudo o que precisa saber sobre finanças pessoais você já o aprendeu quando era criança. As melhores lições sobre a gestão do dinheiro não estão na faculdade de economia entre derivadas e integrais ou dentro de um grande livro sobre investimentos, mas no jardim de infância, entre jogos e canções.

 

Estas são as lições que aprendemos sobre finanças pessoais (e que com o passar dos anos complicamos ou esquecemos):

  • Não coma todos os doces no domingo, guarde um pouco para o resto da semana.
  • Quando lancha às vezes fica com fome, sobretudo se ofereceu a sua sandes.
  • Nem sempre é bom emprestar as suas coisas. Por vezes é preciso pensar primeiro em si próprio. Tem de ser você a cuidar dos seus próprios brinquedos.
  • Depois de partir o seu mealheiro (e gastar o dinheiro) não há forma de o voltar a colar novamente.
  • As coisas não são realmente como é prometido na publicidade.
  • Emprestado muitas vezes quer dizer oferecido.
  • Os rapazes e as raparigas são diferentes (não só na parte óbvia, também na forma de pensar).
  • Não pode convencer uma rapariga a gostar de si apenas porque lhe deu uma prenda.
  • Para tudo existem regras, o melhor será conhecê-las.
  • É sempre melhor perguntar para conseguir entender.
  • Quem estraga, paga.
  • O maior tolo é aquele que fica com dúvidas.
  • Não pode contar até mil se não souber contar até cem.
  • Quando todos estão a empurrar, você deve sair da confusão para não cair no chão.
  • Se todos os seus amigos saltam de uma ponte…
  • Quem está furioso ou triste não toma boas decisões. Quem está desorientado perde sempre.
  • Diversifique: passe algum tempo a praticar, algum tempo a jogar, e algum tempo a aprender o abecedário.
  • O futuro chega mais rápido do que pensa.
  • Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje.
  • Não entre em jogos que não conhece, pois irá perder na certa.
  • O pior é estar doente.
  • Viaje sempre protegido: Leve um par extra de roupa interior.
  • Perguntar “porquê?” mil vezes, mesmo quando os adultos se chateiam, é fundamental para entender o mundo.

 

Deve extrapolar todas e cada uma destas regras, sofisticá-las um pouco, e assim terá os segredos dos “grandes assessores financeiros”. Nestas lições da vida encontramos as bases da poupança, da previsão, dos investimentos, do consumo inteligente, a relação com os bancos, os seguros e mesmo da sua relação com a sua cara-metade e o dinheiro. A simplicidade da infância torna mais evidente as regras importantes para a vida e para as finanças.

Mas sobretudo, reforçam a lição mais importante de todas: Ter a mochila cheia é importante, mas existem coisas que o dinheiro não pode comprar, como conseguir chegar à casa de banho a tempo, um delicioso chocolate quente feito com amor e carinho e sobretudo, estar rodeado das pessoas que gostam de nós.

Deixe o seu comentário