Sobreendividamento. Como lidar com este problema?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

sobreendividamentoO sobreendividamento é um problema cada vez maior no seio das famílias portuguesas. A crise, o desemprego e algum descuido na gestão dos orçamentos familiares colocaram muitas famílias nesta situação complicada. O sobreendividamento acaba por evoluir para além de um problema financeiro, passando a ser um problema social e emocional. Vamos dar alguns conselhos sobre como evitar uma situação de sobreendividamento e como lidar com ela se lá se chegar.

Como evitar o sobreendividamento?

  • Evite a todo o custo contrair quaisquer empréstimos para pagar dívidas actuais. Pode parecer uma solução de recurso mas não é de todo uma solução, só agravará o problema.

  • Não peça empréstimos em nome de outras pessoas se o banco lhe rejeitar um empréstimo.

  • Analise sempre a sua situação financeira antes de recorrer ao crédito. Os bancos não recomendam que os encargos com empréstimos ultrapassem os 30-40% dos rendimentos de uma família. O sobreendividamento surge quase sempre da má análise das finanças familiares.

  • Faça uma lista de prioridades no que toca a grandes compras e adie sempre que possível o que não for necessário.

  • Cultive hábitos de poupança, não apenas em si mas também na sua família. Um bom pé-de-meia pode fazer toda a diferença em caso de sobreendividamento, mas este hábito de poupar e ter atenção ao dinheiro vai contribuir para que não chegue a uma situação limite. Tente formar um fundo de emergência que deve chegar até 5 ou 6 vezes o seu rendimento mensal de forma a fazer frente a quaisquer situações imprevisíveis.

  • Ganhe hábitos de poupança no que toca aos consumos. Isto vai desde poupar água, gás, electricidade, etc. até às compras no supermercado, refeições fora, café, tabaco e outros consumíveis.

  • Na altura das compras, compare preços, faça uma lista do que precisa, e limite-se a ela.

Como lidar com uma situação de sobreendividamento?

Se infelizmente não conseguir evitar chegar a uma situação de sobreendividamento, pode lidar com o problema das seguintes formas:

  • Em primeiro lugar deve comunicar a situação ao seu banco, tentando explorar uma alternativa de pagamento. A falta de diálogo com o banco apenas indicará que não tem interesse em resolver o problema de forma amigável, levando o banco a agir de forma litigiosa

  • Corte quaisquer créditos de que esteja a beneficiar e que não sejam absolutamente essenciais. Falamos de objectos que apesar de bastante úteis não são fundamentais, como televisões, computadores, automóveis, etc.

  • Se negociar com os seus credores um plano de pagamento alternativo, garanta que este é viável e que pode ser cumprido. Falhar acordos sucessivamente retirar-lhe-ão qualquer credibilidade junto de credores e instituições financeiras.

  • Consulte organizações de apoio aos consumidores, como a DECO, de forma a saber exactamente como deve proceder e obter mesmo apoio jurídico que pode ser fundamental para fugir ao sobreendividamento.

  • Elabore um plano rigoroso das suas despesas cortando todos os excessos, para que na altura de renegociar os créditos tenha mais margem de manobra em relação ao acordo que vai aceitar.

Qual o último recurso?

Se nada funcionar, o último recurso em caso de sobreendividamento consiste em declarar insolvência. No entanto este processo tem consequências sérias e a longo prazo, pelo que se deve informar bem das suas condições, quer junto de um consultor financeiro ou de um advogado.

Um comentário

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...