poupar

O segredo para poupar

pouparPorque nos custa tanto poupar? Esta é uma questão que deixa muitas pessoas em suspenso nos dias que correm. Naturalmente que há sempre quem afirme que não pode poupar e isso é ainda mais grave.

Desde que estamos em crise que a maioria das pessoas apenas se queixa, não fazendo nada para melhorar a sua situação económica. Há pouco tempo li um artigo sobre este tema e comecei a ler os comentários deixados pelos leitores. O comentário de uma senhora acabou por me deixar surpreendido. Era algo do género “como é que se atrevem (no blogue) a aconselhar-nos a poupar, quando as coisas estão de tal forma difíceis, o meu filho está doente e não tenho já nenhum dinheiro, e fui obrigada e pedir dinheiro emprestado e estou agora a pagar essa dívida?”. Acho que a senhora não escreveu com tantos “e”, mas a essência era basicamente essa.

Alguns de vós já estarão a pensar o mesmo que eu: ERA PRECISAMENTE POR ISSO QUE DEVIA TER POUPADO, MINHA SENHORA. Para que quando possa surgir uma eventualidade, se tenha algum dinheiro de lado, de forma a não ter de recorrer ao crédito, e dar dinheiro (juros) aos bancos ou quaisquer outras instituições financeiras.

É curioso como os seres humanos ainda têm a tendência a se surpreenderem com situações que são absolutamente previsíveis. Por exemplo, é um facto que vamos ficar doentes. Não sabemos quando, nem a gravidade, mas eventualmente iremos ficar doentes com uma gripe, uma infecção, podemos partir um braço ou sofrer uma apendicite. A verdade é que ninguém consegue escapar de ficar doente, não é verdade? Então porque não prevenir esta situação colocando algum dinheiro de parte ou fazendo um seguro de saúde? Algumas pessoas dirão que não têm dinheiro para poderem poupar, mas então, de onde vem o dinheiro que pagam ao banco pelo crédito e pelos juros?

LER TAMBÉM  Dicas para poupar na roupa e no calçado

O segredo para se começar a poupar é: Abandone a ideia que só pode poupar o dinheiro que lhe sobra.

A maioria de nós cresceu com a ideia de que quando recebemos dinheiro, há que:

  1. Pagar as contas mais importantes
  2. Gastar nas coisas que queremos
  3. Poupar o que sobrar

Obviamente que raramente sobra alguma coisa. O segredo é INCLUIR no orçamento familiar o valor a poupar como mais uma rubrica. E não importa se não tiver um sistema sofisticado para fazer o seu orçamento. Basta uma folha de Excel, e neste blogue já deixámos alguns exemplos que poderá usar. Tal como coloca no seu orçamento um valor para a comida, para os transportes, para a roupa, etc., também deve destinar um valor a colocar de parte e começar a poupar. Como se fosse mais uma conta a pagar. A forma mais fácil de fazer isto é abrir uma conta no seu banco, e ir transferindo para lá automaticamente e todos os meses uma determinada quantia definida por si. Este será o dinheiro destinado a um fundo de emergência ou de poupança. Recomendo que sempre que juntar um valor considerável (de 1.500,00€ para cima), o invista de forma a poder rentabilizar e ganhar juros.

Uma vez que coloquemos de parte a ideia que a poupança se faz com o dinheiro que sobra, acredite que poupar se irá tornar num hábito que não lhe vai custar tanto!

Um comentário

  1. Valdemar Batista
    Novembro 20, 2014

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.