O que fazer quando se tem mais despesas do que rendimentos

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

rendimentosDurante os anos de bonança económica, muitas foram as famílias que compraram casa ou pediram empréstimos e créditos diversos. Nessa altura, os rendimentos davam para fazer frente às prestações dos mesmos sem grandes dificuldades, mas com a chegada da crise muitas delas, sobretudo devido ao desemprego, viram a sua situação económica mudar radicalmente, e em resultado disso as despesas tornaram-se maiores do que os rendimentos.

Gerir uma situação deste género e conseguir reequilibrar a economia familiar não é tarefa fácil, mas é possível, tomando uma serie de medidas para o conseguir:

 

  • Em primeiro lugar, deve determinar exactamente quais são os seus rendimentos e quais os gastos mensais. Para isso deve fazer um orçamento que inclua todos os rendimentos de um lado e os gastos do outro. Devem-se incluir não só os rendimentos e gastos fixos, como também os extraordinários, pois serão estes últimos que apresentam maior margem de manobra. Depois deve analisar cuidadosamente os gastos tentando reduzir ou excluir tudo o que for possível.

 

  • É ainda importante organizar as dívidas conforme a sua importância, começando pela prestação da casa e continuando com as restantes. Antes de deixar de pagar alguma das despesas, deve tentar negociar com os credores uma prestação mais baixa, um período de carência ou mesmo uma fórmula personalizada para conseguir e poder pagar.

 

  • Se mesmo assim os seus gastos continuam a ser maiores do que os rendimentos, deve tentar procurar novas fontes de receita. Neste caso, um trabalho a tempo parcial ou ao fim de semana poderá ajudar a remediar a situação.

 

  • É aconselhável deixar os cartões de crédito em casa e pagar tudo em dinheiro vivo. Quando receber o seu ordenado, pode e deve guardar o dinheiro para as despesas que já estão previstas.
LER TAMBÉM  Como gastar menos. 7 passos para melhorar as suas finanças pessoais

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...