O que é o juro composto

O que é o juro composto?

O que é o juro compostoÉ importante que saiba o que é o juro composto e como este pode beneficiar ao longo do tempo.
Os juros compostos são um bom segredo para gerar muito mais dinheiro com o seu dinheiro. É um efeito multiplicador que permite que os seus juros recebidos para que seja integrado no montante de dinheiro que investe, ou seja, o seu capital principal, isto num determinado período de tempo.
É algo muito benéfico se quiser poupar, uma vez que os juros ganhos no final de cada ano não são retirados, mas acrescentados ao capital com que investiu quando iniciou o seu plano de poupança.
O que é que queremos dizer com isto? Os seus juros são reinvestidos, que novos juros são gerados, sem serem paralisados no tempo como aconteceria se fossem simples juros, com os quais por muito tempo o seu investimento não aumenta mas permanece no mesmo montante com que começou.

Aqui estão algumas dicas para começar

  • Deve conhecer os diferentes tipos de juros oferecidos pelas contas correntes ou de poupança, de acordo com os diferentes bancos.
  • Depois de ter escolhido o banco da sua confiança, avaliar com quanto capital, emprestado ou do seu próprio, vai começar o seu plano de poupança.
  • Estabeleça durante quanto tempo vai poupar, fazendo com que seja um requisito não lhe tocar por nada deste mundo.

Fórmula a aplicar

Multiplique o seu capital monetário pelos juros anuais. Exemplo:
Se o seu plano de poupança é para cinco anos e o seu capital inicial é de 10.000 e os juros anuais são de 10%, vai multiplicar estes dois números, resultando em 1.000 juros por ano.
Quando passar para o ano seguinte, acrescentará aqueles 1.000 com os 10.000 com que começou, igual a 11.000; montante que multiplicará com os 10% de juros anuais, que terminarão em 1.100 de juros.
Nos anos seguintes o seu capital inicial aumentará, pelo que aplicará a mesma fórmula acima com a taxa de juros, até chegar ao quinto ano, quando o seu montante final deverá ser de 16.105,10.
Agora, existe também uma fórmula para medir o tempo que levaria a duplicar o seu dinheiro inicial, calculando os juros compostos, de acordo com a taxa de juros. Esta é conhecida como a regra de 72, e é calculada da seguinte forma:
  • Divide-se 72 pela taxa de juro, desta forma obtém-se o número de anos.

Exemplo

  • Usando o caso acima, para duplicar os 10.000 dividiria 72 por 10%, o que resultaria em 7,2 anos.
LER TAMBÉM  Já não há crédito fácil
3

Sem comentários

Deixe o seu comentário