negociar preços

Negociar para Poupar – É a solução!

negociar preçosNão tem de estar em incumprimento ou já em má situação financeira com alguma instituição para fazer uso de técnicas de negociação, nomeadamente para negociar preços. Aprenda-as, coloque-as em prática e veja o resultado na sua carteira.
São várias as situações em que a aptidão para negociar preços são extraordinariamente vantajosas para si e para a sua poupança.
Negociar os preços com o vendedor ou a entidade que nos está a prestar um serviço, quando se pretende comprar um bem é sempre vantajoso. Todos conhecemos casos em que amigos, colegas e familiares tiveram sucesso:
  • O preço de um carro que desceu algumas centenas de euros;
  • O preço de um electrodoméstico que desceu alguns euros;
  • O valor de um spread sobre um empréstimo bancário;
  • O valor de um seguro que desceu;
Todos os euros poupados revertem, claro está, para a sua carteira.
O princípio de negociar preços é sempre o mesmo. Se pretender negociar com as entidades com as quais contraiu créditos para si será sempre vantajoso ter uma visão clara das suas finanças e lançar-se na pesquisa do mercado para perceber as soluções de pagamento, juros e outras modalidades que a banca ou as instituições de crédito têm para lhe oferecer.
É importante ter uma visão real das suas dívidas:
  • Coloque todas as suas dívidas e ache o respectivo e total valor das mesmas – nunca se esqueça de contabilizar os juros para achar o valor real.
Se não estiver em fase de incumprimento e o objectivo for planear o pagamento das suas dívidas de uma forma mais célere, comece por considerar as que têm juros mais altos uma vez que são estes que determinam a velocidade do crescimento da sua dívida.
Se estiver já em fase de incumprimento calcule, dentro do seu orçamento, e ache o valor concreto que vai poder dispensar por mês com vista a saldar a dívida. Achar este valor é muito importante: é com ele que vai ter de negociar com a entidade credora.
A regra de ouro para os que já estão em incumprimento ou a caminhar em direcção a ele: não contraia novo empréstimo para pagar o empréstimo que está a decorrer!

Como negociar preços?

Deve ter presente que se é do seu interesse saldar a dívida é ainda mais do interesse do seu credor que a salde.
  • Fale com o seu credor de uma forma assertiva: faça-se acompanhar de números, dos seus números, cálculos, planos e projecções;
  • Use e abuse da cordialidade: a ideia é criar empatia ao seu credor. A empatia que o seu credor criar por si será espelhada proporcionalmente na solução que lhe apresentará;
  • Seja sincero: se não estiver a achar a solução que lhe está a ser proposta vantajosa, diga-o;
  • Faça contra propostas: informe-se sobre as várias soluções e propostas que há no mercado e utilize a informação para alcançar a melhor solução para o seu caso. No caso dos que estão a negociar spreads e seguros o total poupado que pode resultar destas, são bastante apelativos.
A bem da sua boa gestão financeira, conheça o mercado, documente-se e lance-se à discussão e comece a negociar preços!
LER TAMBÉM  Vantagens de comprar livros usados
3

Sem comentários

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.