Não Tente Enganar o Seu Seguro

Não Tente Enganar o Seu Seguro!

As seguradoras estão bem protegidas contra as fraudes. Não tente enganar o seu seguro.
Os seguros são a opção mais inteligente para proteger os nossos bens mais preciosos. Os bens de maior valor e que convém segurar são a vida, a saúde, o lar e o carro.
Por ser um mercado em que há muito dinheiro envolvido, pessoas sem escrúpulos tentam ensaiar as situações mais insólitas e loucas, tentando assim conseguir enganar as seguradoras e ganhar dinheiro a que não têm direito.
Os seguros são frequentemente um alvo para as fraudes. De uma forma geral, são pessoas que procuram obter um beneficio económico ilegal através do engano.
Quem recorre a estas estratégias ilegais, vale-se de actos ou omissões de maneira deliberada para concretizar a fraude. Estas pessoas, normalmente não têm consciência das consequências que podem enfrentar quando tentam enganar a companhia de seguros.
Cometer fraude contra uma seguradora pode levar à rescisão da apólice, perda do direito à indemnização, e no pior dos casos, até à possibilidade de ser preso.
Não Tente Enganar o Seu Seguro

As fraudes com seguros mais comuns

De acordo com os especialistas, as tentativas de fraude mais frequentes estão relacionados com o sector dos automóveis. Há aqui muitas vezes a simulação de um roubo, e no caso dos sinistro incluir danos que já existiam anteriormente.
As tentativas de fraude relacionadas com a saúde incluem, por exemplo, falsas intoxicações e lesões inexistentes ou exageradas.
Mas os seguros do lar não ficam excluídos. Nestes casos, as pessoas tentam incluir danos causados por algum acidente eléctrico, inundações ou roubos.
Segundo os analistas deste tema, as tentativas de fraude aumentam todos os anos e cada vez mais surgem novas estratégias para tentar enganar as seguradoras.

Consequências de defraudar o seguro

As seguradoras fazem os possíveis para se protegerem e para isso investem todos os recursos disponíveis para detectar qualquer tipo de fraude.
Em primeiro lugar, se for provada a fraude, a apólice fica automaticamente sem efeito. Por outro lado, o beneficiário perde todo e qualquer direito a indemnizações.
Nos casos em que a seguradora prove a existência de prejuízos maiores contra a companhia, a pessoa pode até enfrentar pena de prisão.
Por último, há ainda que ressalvar o facto da pessoa ficar com o seu nome registado numa base de dados, a qual é disponibilizada para todas as companhias de seguros. Desta forma as companhias de seguros ficam avisadas sobre as fraudes cometidas pela pessoa em questão.
Depois de saber tudo isto, fica a questão? Acha mesmo que vale a pena tentar enganar o seu seguro? É que para além das questões morais relacionadas com as fraudes, existem consequências que podem ser bem graves.
Por todas estas razões, nunca tente enganar o seu seguro.
LER TAMBÉM  4 Conselhos Para Poupar nos Gastos do Casamento
4

Sem comentários

Deixe o seu comentário