Guia prático de sobrevivência aos saldos

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Guia prático de sobrevivência aos saldosO nosso espírito consumista não nos dá descanso, assim como a crise. Depois da época de compras de Natal chega a época de saldos, mas o que deveria ser um alívio para os nossos bolsos pode ser uma surpresa desagradável no final do mês se nos deixarmos ir na euforia dos descontos.
Aqui estão uma série de conselhos a considerar, para maximizar os seus euros, que poderá gastar nos próximos dias, em saldos.

  • Menos dinheiro não significa menos qualidade. Este é um cliché repetido mil vezes, nunca se esqueça disso.
  • Nem todos os comerciantes poderão jogar de forma limpa e para alguns é hora de aproveitar para agora vender os artigos que anteriormente não conseguiram, ou até distorcer o preço para nos fazer acreditar que era superior. Não se esqueça que também tem os seus direitos e mantenha sempre o talão de venda, para qualquer eventual reembolso.
  • Pesquise quais são as lojas que vendem as roupas que estiveram nas passagens de modelos: Se você tiver um corpo de modelo, aproveite, as roupas que se usam nos desfiles de moda e showrooms, são vendidos nas mesmas lojas a um preço muito reduzido, e você pode até encontrar artigos exclusivos que não fizeram parte da colecção.
  • Distinga entre artigos com desconto, em saldo, ou em liquidação: eles não são os mesmos, pois os artigos com desconto poderão ter defeito. Também não são os mesmos em liquidação (vendas de carácter excepcional, como até mesmo o fecho do negócio), e neste caso poderá encontrar boas oportunidades.
  • Cuidado com as devoluções nestas alturas: se você comprar algo, antes dos saldos e quiser devolver quando eles já começaram, poderão eventualmente querer devolver menos do que você pagou, por ser esse o preço no momento. É ilegal para os comerciantes ficar com essa diferença, e por isso é que deve sempre ter o talão comprovativo da compra, e do preço.
  • Acima de tudo não se deixe seduzir pelas vozes de sereia dos descontos e compre apenas o necessário e que realmente irá usar no futuro, lembre-se que não importa que um vestido seja muito barato porque ele irá custar-lhe mais caro se não sair do armário.
LER TAMBÉM  Remodelação da cozinha: sete coisas que deve saber antes de começar

Deixe o seu comentário

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close