Fundos e obrigações: Uma alternativa aos PPR

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

O Plano de Poupança Reforma representa, hoje em dia, uma das mais populares e concorridas alternativas de poupança para a reforma entre o povo Português. No entanto, e apesar de serem mais de 3 milhões os Portugueses investirem num Plano de Poupança Reforma, a verdade é que a crise veio abalar as perspectivas de futuro dos Portugueses em relação à sua forma, fazendo com que cada vez menos dinheiro seja aplicado no PPR. Insegurança financeira e necessidade de capital liquido disponível, são as principais razões que têm levado os Portugueses a afastarem-se de soluções como o PPR, o que, apesar de trazer consigo algumas vantagens para a sua estabilidade a curto prazo, a longo prazo poderá significar a ausência de suporte financeiro sólido durante a época de reforma.

Negligenciar totalmente a necessidade de poupar dinheiro para a reforma é um risco ao qual cada vez mais Portugueses aceitam submeter-se. Com a perda de muitos dos benefícios fiscais associados ao Plano de Poupança Reforma, esta solução acabou por perder alguma da sua apelatividade aos olhos dos Portugueses. No entanto, é importante lembrar que existem outras alternativas que poderão revelar-se como um excelente investimento para a reforma, e que comportam consigo vantagens que não poderão ser encontradas num PPR. Entre elas, temos os Fundos e as Obrigações, que quando explorados cuidadosamente, poderão revelar-se verdadeiramente rentáveis.

A aposta numa carteira diversificada de fundos de investimento é uma alternativa que, quando muito bem gerida, poderá comportar consigo excelentes perspectivas de rentabilidade. No entanto, para que tudo corra como o previsto, é necessário, não só o acesso à opinião de profissionais, de forma a fazer uma escolha sensata dos investimentos a fazer, como também o desenvolvimento de uma noção estável e clara, não só dos prazos pretendidos, como também da quantia ideal para investir. Conheça bem as suas metas, limites e possibilidades, e utilize essa informação para investir da forma que se revele mais benéfica para a sua situação financeira.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...