Como Economizar Dinheiro

Faturação no Comércio a Norte cresceu 30% em dezembro

porto

O passado mês de dezembro revelou-se extremamente proveitoso para o Retalho da região Norte. 

De acordo com o REDUNIQ Insights, solução de conhecimento da Instituição Financeira de Crédito, S.A. – UNICRE, a faturação do Comércio na região Norte registou um crescimento de 30% em dezembro face ao mês de novembro, a mais alta taxa de crescimento observada em Portugal Continental e Ilhas durante o último mês de 2022.

(Fonte: https://www.reduniq.pt/reduniq-insights/)

O crescimento da faturação do Comércio em dezembro quando em comparação com novembro acabou por ser, com as devidas diferenças de graduação, transversal a todo país. 

Assim, de acordo com o relatório, em segundo lugar desta lista, encontramos a região Centro (engloba os distritos de Aveiro, Coimbra, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Leiria e Santarém) com um crescimento de 29,3%, seguido do Alentejo com 21,1%, Açores com 17,4%, Madeira com 14,7%, Área Metropolitana de Lisboa com 13,9% e, por fim, o Algarve com 8,1%.

 

Consumidores e ticket médio aumentou

Este crescimento generalizado acaba por estar ancorado no aumento do número de consumidores e ticket médio, valor médio gasto em cada compra, registados em dezembro. 

No caso do número de consumidores, da análise do relatório percebe-se que depois de uma queda de 5,2% em novembro face a outubro, em dezembro foi registada um crescimento de 4,2% quando em comparação com o mês anterior.

Já no item “ticket médio”, o mês de dezembro viu o valor médio gasto em cada compra subir dos 33,2 euros registados em novembro para os 35,1 euros, um valor só superado pelos 35,4 e pelos 36,9 euros de, respetivamente, julho e agosto, meses onde a contribuição da faturação de origem estrangeira foi mais elevada do que em dezembro.

Aliás, o peso da faturação estrangeira na faturação dos negócios portugueses em dezembro foi a segunda mais baixa de 2022 com 12,5%, só pelos 10,8% de janeiro, números que acabam por evidenciar o forte contributo dos consumidores nacionais para os números positivos do último mês do ano passado.

Fazendo as contas à faturação total em dezembro, o relatório diz-nos que esta cresceu 20,4% face a novembro, sendo que 87,5% proveio de consumidores que utilizaram cartões de origem nacional no pagamento das suas compras num TPA físico REDUNIQ, enquanto 12,5% proveio de consumidores que utilizaram cartões de origem estrangeira. 

 

Faturação por setor de atividade

Em termos setoriais, a aproximação do Natal e a correria para a compra de presentes, fez com que as Perfumarias, com um crescimento de 92,9% face a novembro, fosse o setor que mais cresceu

Em segundo lugar neste ranking encontramos as Papelarias com um crescimento de 56,7% enquanto em terceiro encontra-se o setor da Moda com 50,9%. 

Em sentido contrário encontramos o setor da Saúde com perdas face a novembro de 16,2% e da Hotelaria e Restauração com menos 13,8% de faturação, uma perda explicada em grande parte com a quebra na faturação de origem estrangeira.

Sobre o REDUNIQ Insights

O REDUNIQ Insights, que resulta da parceria entre a REDUNIQ, maior rede de aceitação de cartões nacionais e estrangeiros em Portugal, e a Return on Ideas, empresa de estratégia e consumer knowledge, é uma solução de conhecimento que pretende disponibilizar análises com base em informação sobre a atividade do retalho nacional, suportando empresas na geração de insights e na tomada de decisões de desenvolvimento dos seus negócios.

Percebidas como um todo, estas duas variantes ajudaram a desenhar o mapa detalhado da evolução transacional no sistema de Retalho português plasmado neste e em relatórios anteriores.

Exit mobile version