A domótica também ajuda à segurança da casa quando estamos fora

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

casa inteligenteNo passado, a segurança doméstica era coisa para os clássicos serviços de alarmes. No entanto, com a chegada da internet e a popularização da domótica, também podemos deixar nas suas mãos a segurança da nossa casa, especialmente quando vamos de férias ou deixamos a casa durante alguns dias.

Não se trata apenas dos novos alarmes conectados que nos avisam se há algum intruso em casa, mas também de sistemas de simulação de presença, que nos ajudam a desencorajar eventuais ladrões.

 

Como funciona um alarme conectado?

Os alarmes domésticos conectados funcionam quase todos da mesma forma. Têm diferentes sensores, quer seja de presença, de abertura de portas e janelas, câmaras e até mesmo sensores de infravermelhos ou com visão nocturna.

Todos estes sensores estão sincronizados com uma unidade central que, por sua vez, está conectada à internet. Desta forma, para além do som de alerta, estes alarmes enviam também notificações para o smartphone, sendo possível aceder remotamente à câmara para ver o que está a acontecer.

Alguns modelos de câmaras incluem também um microfone e um altifalante para poder falar com quem estiver em casa nesse momento.

Estes sistemas de alarme podem ainda ser sincronizados, em muitos casos, com outros elementos da domótica de casa, como sensores de incêndio, de inundação ou de qualidade do ar. Assim previne-se não apenas o roubo, como também outros possíveis problemas.

domótica

A domótica como ferramenta para prevenir o roubo

Os alarmes conectados são uma boa solução como medida de segurança, mas não são o único sistema existente. Também podemos utilizar a domótica como ferramenta para prevenir o roubo, simulando a nossa presença em casa até níveis que eram inimagináveis há pouco tempo. Estas são algumas alternativas que existem actualmente.

LER TAMBÉM  Desligue o consumo fantasma em casa!

 

Lâmpadas inteligentes

Graças às lâmpadas inteligentes, podemos programar diferentes padrões de luz, para que não se activem sempre à mesma hora. Podemos mesmo levar a cabo uma programação complexa para que se acendam seguindo uma sequência lógica e não todas de uma vez.

Por exemplo, primeiro a da entrada, depois a da sala de estar e a cozinha, e de antes da hora de dormir, a da casa de banho e os quartos. Até podemos combinar estas lâmpadas com sistemas de automatização IFTTT, para que se acendam coincidindo com o entardecer desse dia em concreto. Desta forma, as lâmpadas são ligadas a determinadas horas, o que dá a sensação de haver sempre alguém dentro de casa e sem termos de gastar muita energia.

alarmes

Tomadas inteligentes

Para além de nos ajudar a poupar energia, as tomadas inteligentes são também magníficos aliados para simular a nossa presença em casa. Estas tomadas permitem-nos programar de forma a ligar determinados electrodomésticos que usaríamos habitualmente se estivéssemos em casa, como por exemplo o televisor ou o sistema de música.

Se não dispomos destas tomadas, também podemos usar outras ferramentas. Por exemplo, podemos acender e controlar o computador remotamente e reproduzir música ou conversas gravadas através das colunas de som.

 

Persianas motorizadas conectadas

Se dispomos de sistemas de persianas conectadas, então é uma boa ideia abri-las de manhã e fechá-las à noite. Não há nada que denuncie mais uma casa vazia do que todas as janelas estarem sempre fechadas.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...