Dinheiro, um meio ou um fim?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

dinheiroA forma como vemos o dinheiro afecta a estratégia usada para o obter, vendo-o como a meta final dos nossos esforços e gastando as nossas energias nesse caminho errado.

Afinal de contas, se qualquer um quer ter dinheiro para desfrutar a vida e ser feliz, então o que se está a fazer de errado?

O dinheiro é o combustível necessário na vida moderna para se poder sobreviver, para fazer face às despesas do dia-a-dia, ter tecto, comer, pagar a médicos, etc. Essa é a função principal do dinheiro.

No entanto, as empresas tentam levar a cabo a sua missão, que é tentar vender mais, usando para isso os seus truques direccionados ao nosso ponto mais fraco: o prazer de comprar.

Há pessoas que não sei se terão mais prazer com o próprio sexo ou em ir fazer compras, mas é um facto comprovado que as pessoas de uma forma geral gostam de ir às compras. Enquanto continuarmos a olhar para o dinheiro como uma meta e não como um meio para atingir os nossos objectivos, iremos estar a desperdiçar as nossas energias e consequentemente a nossa vida.

Mudar esta perspectiva irá fazer com que vivamos menos stressados e com um maior desapego aos bens materiais. Todos sabemos como é fascinante comprar coisas novas, mas esse prazer obriga-nos a carregar demasiadas horas de trabalho às costas. Será que valerá realmente a pena gastar energia e perder tempo apenas para desfrutar de uma transacção comercial?

Eu, por exemplo, adoro viajar e fazer turismo, mas sei bem que é um prazer caro (embora seja possível – se tiver alguma experiência – fazê-lo com pouco dinheiro). No entanto, saber que irei desfrutar do prazer de viajar e conhecer outros lugares, faz com que possa focar as minhas energias nesse objectivo, sendo o dinheiro apenas e somente um meio para conseguir fazer isso.

Naturalmente que dominar as finanças pessoais tem algo de ciência, mas também tem a sua piada. Deve-se, no entanto, ter uma visão para lá da forma como é controlado todo o processo de “ganhar mais dinheiro”, ampliando a nossa visão do jogo e permitindo-nos tomar consciência da existência de um mundo de possibilidades ainda por descobrir.

Lembre-se de que tudo é mais fácil quando temos uma mente mais aberta. Ou então pense um pouco: se vê toda a gente infeliz fazendo o mesmo que você, vai continuar a seguir o mesmo caminho?

O dinheiro não é apenas um meio para atingir os nossos objectivos, sonhos e projectos, pois para controlar bem o dinheiro, é necessário definir muito bem o que se quer fazer para ser feliz e qual é o nosso sonho. Experimente pensar sobre o que gostaria de fazer se apenas tivesse um ano de vida.

Depois de pensar nisto tudo e definir as suas prioridades, verá que é mais fácil a sua relação com o dinheiro. Veja o dinheiro como um meio e não como um fim.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...