Conhecer o risco de investimento

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Conhecer o risco de investimento

O investimento em Portugal começa a dar os seus passos mais a sério e muitos principiantes aventuram-se nestes investimentos sem qualquer noção dos riscos que o seu capital investido pode sofrer.

No artigo de hoje vamos partilhar alguns conselhos que o podem ajudar a minimizar os riscos dos seus investimentos com algumas regras básicas.

1- Antes de comprar ativos consulte sempre as entidades competentes que o podem aconselhar, que são neste caso o seu banco, o Banco de Portugal, CMVM ou as agências financeiras.

Muita informação crucial está entrelinhas e para um investidor é fundamental perceber tudo antes de investir o dinheiro.

2- Aconselhe-se sobre os fatores que podem influenciar a descida ou subida dos seus ativos, isto significa melhor conhecimento sobre onde vai investir e possibilidade de controlo nas perdas ou ganhos.

3- Faça bem as contas porque existe investimentos a curto, médio e longo prazo e influência consoante o capital investido versus ganhos. É importante também fazer contas a comissões, deduções de IRS e outras despesas adjacentes no lucro, portanto nunca conte com lucros a 100% antes de fazer estas contas e apurar os ganhos reais e ai sim, verá se compensa o investimento ou não.

Que tipo de investidor é?

Existe três tipos de investidor

CONSERVADOR

É um investidor que gosta de aplicar o seu capital em investimentos de baixo risco, mesmo que se traduza em menos ganhos, resumindo prefere ganhar pouco mas também corre poucos riscos de perder o seu capital investido.

MODERADO

É um tipo de investidor que por norma já tem alguma experiência, logo aposta em vários tipos de investimento, sendo que em alguns já opta por investimentos com algum risco mas com um potencial de ganhos maiores.

LER TAMBÉM  Dicas para poupar dinheiro nas férias

ARRISCADO/AGRESSIVO

É o tipo de investidor que dá prioridade a investimentos com alto risco podendo assim assumir bons ganhos, mas também caso algo corra mal as perdas podem ser incalculáveis.

 

O prazo do investimento é importante

Em certos tipos de investimento só é aconselhável investir a médio ou a longo prazo para um retorno satisfatório como é o caso das ações, obrigações, fundos de investimento, seguros financeiros, entre outros por forma a potenciar o capital investido, a possível maximização fiscal e até a estrutura temporal da carteira de investimentos.

De salientar que as ações são um investimento de risco elevado, principalmente a curto prazo, e nisto os especialistas de investimento aconselham investir em ações num prazo num inferior a cinco anos, devido às oscilações do mercado.

 

Diversificar os investimentos

Certamente já ouviu falar nisto e é uma regra básica para qualquer investidor, isto porque a diversificação de investimentos permite recuperar algumas potenciais perdas em outros que estejam a correr mal, ao invés de aplicar o capital todo num só investimento.

Para um investidor sem experiência pode parecer assustador mas com a ajuda do seu gestor bancário certamente encontrará formas de investimento variadas de forma a maximizar e proteger os seus investimentos conforme o capital que pretende investir.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.