Como poupar dinheiro

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

como poupar dinheiroComo poupar dinheiro? Muitas vezes planeamos poupar dinheiro mas acabamos por desistir ou não conseguimos. Na maioria das vezes não conseguimos atingir o objectivo por não termos pensado previamente no assunto, nem na forma como vamos poupar, qual o objectivo final e por não pensarmos na forma como vamos ou podemos poupar. Para começar leia este artigo sobre a importância de poupar e ter consciência da necessidade de começar a construir uma poupança. Em segundo lugar devemos saber claramente como podemos poupar para o podermos fazer.

Para conseguir poupar dinheiro aqui lhe deixo algumas recomendações para começar:

 

Consciencialize-se sobre a poupança

A primeira coisa que deve fazer é ganhar consciência de que quer e está realmente disposto a começar a poupar e quais os benefícios que isso lhe irá trazer no futuro. Logicamente que o básico para poupar é não gastar mais do que ganha.

 

Conheça quais os seus gastos fixos mensais

No nosso dia-a-dia temos dois tipos de gastos distintos. Por um lado os gastos fixos nos quais dificilmente poderemos poupar alguma coisa uma vez que como o próprio nome diz são fixos (pelo menos no curto prazo). É importante conhecer quais são os nossos gastos fixos e para isso nada melhor do que um caderno ou uma folha de Excel e começar a enumerá-los. Desta forma podemos saber melhor quais são esses gastos e controlá-los, ficando a saber quanto dinheiro nos sobra no final do mês para os gastos variáveis. Os gastos fixos normalmente são a prestação da casa, outros empréstimos, o infantário, os seguros, impostos, serviço de Internet, etc.

Poderiam também ser considerados como gastos fixos o telefone, o gás e a electricidade, mas em princípio vamos incluir essas facturas nos gastos variáveis.

 

Conhecer os nossos gastos variáveis mensais

Nos gastos variáveis é onde realmente podemos poupar muito dinheiro. No entanto antes de começar a poupar há que saber onde e como é gasto o dinheiro.

Uma recomendação: durante um mês inteiro aponte num caderno ou numa folha de Excel tudo o que gastou. Desta forma saberá exactamente onde gasta o seu dinheiro e onde pode poupar. Grande parte do nosso dinheiro é gasto de forma inconsciente em pequenos pagamentos mas que são realizados muitas vezes. O ideal será mesmo fazer uma folha de Excel e nela colocar primeiro os gastos realmente necessários e depois os restantes gastos. Como gastos necessários podemos considerar aqueles que não podem ser cortados (embora possam diminuir) como a electricidade, o gás, gastos em combustível, alimentação, etc.

 

Participação de toda a família no esforço para poupar

Este é um ponto importante, uma vez que qualquer esforço para poupar irá fracassar se a família não estiver toda a ajudar. Se pretendemos realmente poupar, isso irá afectar muitas rotinas e costumes familiares. Por exemplo, se nos propusermos a poupar na electricidade ou no telefone, não iremos conseguir se toda a família não ajudar e não se comprometer a assumir rotinas de poupança como apagar as luzes, diminuir os número de chamadas telefónicas bem como a duração das mesmas, etc.

 

Marcar os objectivos da poupança

Este é um passo a ser feito depois de todos os outros. Uma vez que estejamos convencidos de querer poupar, que saibamos onde é gasto e dinheiro e que a família esteja a par do propósito de poupar, é hora de definir os objectivos. Estes objectivos devem ser realistas e possíveis de alcançar. Não merece a pena propor-se a poupar 50% na conta da luz se é quase certo que é impossível alcançar essa meta. É muito mais inteligente propormo-nos a poupar uns 15% e esforçar-se por o conseguir.

Em função dos gastos apontados durante um mês, tal como já referimos anteriormente, podemos ver claramente onde podemos poupar e quanto.

É melhor definir uma meta de poupança por cada tipo de despesa do que apontar para uma meta de poupança global. Se definir um objectivo de poupança global e não o conseguir, possivelmente irá abandonar o plano de poupança. Em contrapartida se se propuser a poupar um determinado valor na conta da luz, outro no telefone, outro na alimentação, outro em bares e restaurantes, etc, embora seja natural que se falhe em algum destes objectivos, de uma forma geral os objectivos podem ser quase todos atingidos e ganhará animo para continuar a poupar.

Deve continuar a apontar os gastos na sua folha de Excel para poder comprovar se consegue realmente atingir o objectivo de poupança esperado ou se os objectivos marcados foram alcançados e eventualmente planear de novo, caso seja necessário.

 

Tentar viver com o salário

Tentar viver do nosso salário parece uma coisa lógica, mas o que se trata é que cada pessoa deve tentar viver com o seu salário respectivo. Se houver algum recebimento extra (horas extras por exemplo) deverá tentar guardar esse dinheiro para gastos imprevistos. Neste caso se gastar esse dinheiro extra não irá ter forma de fazer face a eventuais gastos extraordinários, com os quais não contava (reparações, multas, impostos, etc.).

 

No nosso blog existem imensos artigos e conselhos para poupar luz, gasolina, gás, na prestação da casa, etc. Continue a seguir-nos para saber mais sobre estes assuntos ou pesquise mais um pouco no blog, que irá certamente encontrar artigos que serão do seu interesse.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...