como poupar dinheiro no dia-a-dia

Como poupar dinheiro no dia-a-dia – Dicas que funcionam realmente!

Todos os dias costumamos fazer despesas desnecessárias de que mais tarde nos arrependemos e depois não temos solução. Felizmente, com estes pequenos truques, será muito mais fácil saber como poupar dinheiro no dia-a-dia.
como poupar dinheiro no dia-a-dia

Como poupar dinheiro no dia-a-dia. Dicas que funcionam mesmo

Priorize as suas despesas

A primeira coisa que deve fazer é saber quanto gasta em renda, prestação da casa e outras contas. E também deve ter em conta todas aquelas despesas extra, aquelas que valem a pena para si, como a sua visita mensal ao cabeleireiro ou as aulas de ioga ou pintura. Desta forma, terá muito mais controlo sobre o que lhe resta para poupar e sobre o resto das suas despesas.

Três contas separadas

A maioria das pessoas só tem uma conta ou no máximo duas, mas idealmente deveria ter três. A primeira para pagar as contas, a segunda para as suas poupanças e uma terceira para as despesas do dia-a-dia. Faça o seu rendimento ir para o último e marque uma transferência todos os meses para as outras duas com o que precisa para pagar despesas fixas e o que pretende poupar cada mês. Assim, terá sempre o que sobra para as despesas do dia-a-dia, como tomar um café ou ir às compras.

Reveja os custos de transporte

Os combustíveis estão a ficar cada vez mais caros, por isso, para viagens curtas, pode não valer a pena levar o carro. Use a bicicleta, ande a pé e utilize também os transportes públicos..E se um dia tiver de apanhar um táxi porque está atrasado ou é de noite, planeie apanhar o metro ou o autocarro.

Seja realista quando se trata de compras

Todos nós temos vontade de comprar muitas coisas quando entramos no Instagram, mas sejamos realistas, não temos ideia do que fazer com elas. Em vez disso, o mais sensato é comprar alimentos que saibamos preparar e que sejam igualmente saudáveis ou ainda mais saudáveis. Caso contrário, vamos acabar com comida cara no frigorífico que acaba por se estragar.

Cuidado com as ofertas e descontos

Muitas vezes elas fazem-nos lanchar em coisas que não precisamos e compramo-las só porque são mais baratas. Se pensarmos friamente em vez de poupar, estamos a gastar mais porque é uma despesa que não planeámos, nem precisamos. O melhor a fazer é esperar que cheguem as épocas de desconto e fazer compras menos urgentes.

Antes de comprar, pergunte-se: “Porquê?

Nunca vai ao supermercado (ou a uma loja de roupa) para comprar apenas uma coisa e acaba por comprar 10? Antes de ir à caixa, pergunte a si mesmo/a porque está a comprar cada um delas. Se tiver uma boa razão, vá em frente, mas esta pergunta pode fazer-lhe repensar algumas das suas compras.

Adaptar-se à mudança

Um orçamento nunca deve ser escrito em pedra, mas deve adaptar-se às necessidades do momento. Se receber um aumento ou se inscrever para uma nova atividade ou quiser poupar para comprar algo, terá de fazer alterações.

Sabe quanto dinheiro tem?

Se não souber quanto dinheiro tem na sua carteira será mais difícil controlar o que gasta. Orçamentar um montante semanal e transportá-lo em faturas de diferentes montantes, uma vez que poderá acompanhá-los melhor. E não ponha “só por precaução” extra. É mais eficaz manter um orçamento e ter um valor de reserva separado.

Pintar as paredes com luz e colocar espelhos

De acordo com um estudo europeu, uma das despesas que mais nos irrita – 74% das pessoas dizem-no – é deixar as luzes acesas ao sair de uma sala. Se ainda não faz parte deste grupo, é altura de tomar consciência porque a nossa fatura energética aumentou imenso nos últimos anos, o que a torna uma das mais caras do continente. Pode controlar o custo com gestos tão simples como ligar as luzes apenas quando necessário, aproveitando ao máximo a luz natural abrindo as cortinas e utilizando lâmpadas economizadoras de energia. Pintar a casa com cores claras e colocar espelhos estrategicamente são outras medidas que o ajudarão.

Não abusar do aquecimento

No Inverno é suficiente manter a casa a 20º. Cada grau extra aumenta o consumo em 10%. À noite, ou se estiver fora por longas horas, baixe o termóstato e, quando estiver em casa, tente manter-se quente. Uma opção rentável são as bombas de calor, que consomem 30% menos do que um radiador. Temos os truques infalíveis para poupar no aquecimento durante Inverno, dêem uma olhadela!

Carregar corretamente a máquina de lavar roupa e a máquina de lavar louça

Utilizar a capacidade total da máquina de lavar – a roupa deteriora-se mais com a fricção – e utilizar a temperatura ótima: 40º para roupa colorida, 60º para roupa branca, e 90º apenas para roupa muito suja. Lembre-se que a máquina de lavar loiça poupa 30 litros de água por dia (cerca de 35 euros por ano) em comparação com a lavagem à mão.

Mandar entregar de graça

Se costuma mandar entregar as compras em casa, descubra qual é o valor mínimo para a entrega ser gratuita, uma vez que a maioria das lojas estipula uma quantia mínima.

Cozinhar de forma eficiente

É um gesto que fazemos todos os dias e daí a importância de aprender a economizar na preparação dos pratos. Na cozinha, gastamos mais de 10% da nossa fatura energética. Optar pela panela de pressão ou pelo micro-ondas como sistemas de cozedura. Com o primeiro obtém-se uma poupança de 50% em comparação com o sistema tradicional e com o segundo uma poupança de 70%.

Retirar dinheiro sem comissão

Portugal é dos países onde os bancos cobram mais comissões aos seus clientes. Hoje em dia os bancos precisam do nosso dinheiro. Exija que não lhe cobrem comissões e livre-se de cartões que dificilmente utiliza. Utilize apenas caixas multibanco sem comissões.

Desligue os aparelhos elétricos

Não é suficiente utilizar o controlo remoto. Deixar os aparelhos elétricos em stand-by – com a luz vermelha acesa sobrecarrega a nossa conta de eletricidade em 10%. De acordo com um estudo da Agência Internacional de Energia, uma família típica de quatro pessoas desperdiça mais de 50 euros por ano devido a este mau hábito.

Pense nisto: deita fora 63 quilos de comida por ano

Em Portugal deitamos fora milhões de toneladas de alimentos. Calcula-se que cada consumidor desperdiça uma média de 63 quilos por ano. Bom planeamento nas compras e das ementas, reciclagem de restos através da preparação de recheios, arroz ou saladas e controlo regular da despensa e do frigorífico são medidas básicas para evitar este desperdício. É também importante saber bem as datas de validade dos produtos – 20% dos alimentos são desperdiçados por falta de controlo das validades. A data de validade indica que após esse limite a ingestão dos alimentos pode trazer-nos alguns danos, mas no caso de consumo preferencial ainda pode ser consumido por mais alguns dias, só se pode alterar algumas características tais como textura, aroma ou cor.
Gastar dinheiro desnecessariamente numa base diária é muito mais fácil do que pensamos. Todos os dias acabamos por estragar alguma coisa e quando não planeamos bem, cometer erros absurdos com a lista de compras ou com caprichos torna-se absurdamente fácil.

Como poupar dinheiro todos os dias – Pontos principais

  • Dê prioridade aos gastos. Se souber quanto tem de gastar na sua casa (prestação ou renda e contas) e acrescentar o dinheiro para despesas não negociáveis, tais como aquelas aulas de dança que lhe dão tanta vida, o resto é o que tem disponível para poupar e para o seu dia a dia. Uma vez que esteja claro sobre isto, será capaz de definir um bom orçamento.
  • Mantenha o dinheiro em três contas. Nem um nem dois, o número mágico é três. Na primeira pode ter o dinheiro para as suas contas, na segunda, as suas poupanças e na terceira pode ter o que sobra para as suas despesas. O ideal é que o seu rendimento vá para uma delas e que, através de uma transferência programada, coloque o resto do dinheiro nas outras duas.
  • Antes de gastar, pergunte-se porquê. Muitas vezes compramos por impulso quando não precisamos realmente do que estamos a comprar. Se antes de pagar se perguntar porque quer aquele bolo de chocolate ou aquela saia, vai deixar esse item na loja e não vai gastar dinheiro em algo que não lhe vai fazer bem nenhum.
  • Seja realista. Isto aplica-se especialmente aos alimentos, mas também pode aplicar-se ao vestuário ou aos cosméticos. Em vez de comprar sementes de chia com as quais não saberá o que fazer, procure alimentos de qualidade, saudáveis, que saiba utilizar e que sejam fáceis de cozinhar.
LER TAMBÉM  Dicas para poupar dinheiro em propostas de lazer
4

Sem comentários

Deixe o seu comentário