caixa sob controle

Caixa sob controle? Saúde da empresa garantida

caixa sob controleUm dos erros mais comuns na gestão de pequenas e médias empresas é colocar a gestão do fluxo de caixa em segundo plano. Ao contrário do que muita gente pensa essa é a atividade mais importante no momento em que a empresa abre as portas e começa a atender clientes.
Mas porque o fluxo de caixa é tão importante? Porque através dele é possível acompanhar as principais atividades da empresa.
O caixa de uma empresa regista informações como fornecedores que oferecem melhor relação custo-benefício a curto, médio e longo prazo; quais as melhores formas de pagamento, quando e tempo de economizar e quando é a hora de investir e até quais os melhores investimentos. Tudo porque o caixa mostra um histórico da vida da empresa. Pelo menos quando ele é bem feito e gerido.
Um dos piores erros de muitos empresários é na urgência de fechar negócios exagerar nas concessões da negociação. Ignorando a história contada pelo caixa, oferece, por exemplo, ou descontos exagerados ou vendas em um número exagerado de parcelas. Por outro lado, não raramente, esses empresários fazem compras junto a fornecedores também em condições desfavoráveis. As duas ações juntas levam a empresa ao vermelho rapidinho.
Mas como fugir dessa armadilha? Organização e gestão, duas palavrinhas que nunca devem deixar o dia-a-dia de um empresário são também a solução de todos os problemas.
Qualquer empresa pequena ou grande, nova ou estabelecida precisa ter um sistema que seja capaz de gerir especificamente o fluxo de caixa. No mercado há diversos softwares que oferecem um sem número de perfis de gestão, de acordo com o tipo de negócio da empresa. É saber procurar aquele que melhor se adequa aos interesses.
Na hora de escolher o sistema de gestão de caixa é precisa estar atento a um detalhe. É importante que ele possa ser customizado. Em geral, a empresa quando cresce vê também seus negócios sendo ampliados. Por exemplo, agregar serviços é algo muito comum e eles também precisarão ser precificados.
A escolha ideal do software precisa ser feita mesmo antes de a empresa começar a funcionar, já que é importante que o negócio seja gerido desde o princípio. Assim, como se pesquisa sobre o melhor ponto venda e os concorrentes da região, a tecnologia a ser utilizada também precisa ser um tópico atendido. Este é um investimento que auxilia na gestão e de certa forma aperfeiçoa o andamento dos negócios. Gastar tempo e dinheiro no sistema muitas vezes significa poupar mais a frente, inclusive, nas horas de crise.
O controle de fluxo de caixa é ainda mais necessário quando se tem estoque envolvido. Mesmo um almoxarifado precisa ter seu conteúdo analisado de perto. Um pequeno restaurante, por exemplo, precisa controlar seus ingredientes, por exemplo. Pode significar perda de curto e médio prazo quando uma pizzaria não pode servir um sabor porque não tem determinado ingrediente. Ou não pode entregar porque acabaram as caixas de viagem. Mas o que o controle de fluxo de caixa tem com isso? Com ele é possível saber quando comprar e o melhor fornecedor. Isso porque esse sistema, quando é bom, trabalha em conjunto com um sistema de estoque. As informações se casam e a empresa está segura.

Passo adiante

Bem, se ter um software é importante, fundamental é alimentá-lo da forma devida. Nenhum sistema vive sozinho. Ele precisa que as informações sejam disciplinadamente incluídas nele ou não terá nenhuma utilidade.  Além disso, é preciso colocar as informações corretamente.  Parece óbvio, mas tem muito empresário que não consegue distinguir conceitualmente lucro de faturamento, não sabe o que exatamente é investimento, nem o que significa capital de giro. Enfim, ter informações básicas sobre seu negócio e sobre o mundo empresarial faz a diferença aqui.
LER TAMBÉM  Dicas para poupar dinheiro em combustível
3

Sem comentários

Deixe o seu comentário