Aprenda a gerir o seu tempo livre

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

Aprenda a gerir o seu tempo livreQuantas vezes nos justificamos perante a certeza de ter horários apertados? Quantas vezes tentamos encaixar, no meio da rotina, jantares com amigos, idas ao cinema ou passeios durante o fim-de-semana?

Na verdade, talvez a preguiça tenha vindo substituir a vontade de fazer alguma coisa e, de certa forma, isto pode muito bem resultar na falta de criatividade para gerir o calendário e o tempo livre.

“Não tenho tempo” é capaz de ser uma das frases mais em voga durante os últimos tempos. Mas que percentagem de verdade reside nesta afirmação? Talvez não a possamos levar tão à letra quanto o desejado e, mesmo que o tempo seja uma matéria que não se pode multiplicar, a nossa imaginação é capaz de moldar as 24 horas diárias e acertar este ritmo.

Gerir o tempo livre nem sempre é tarefa fácil. Aprender a fazê-lo pode custar nos primeiros tempos mas, por certo, depressa se deverá habituar a isso.

O primeiro passo é ter uma agenda. Tentar calendarizar as coisas apenas mentalmente nem sempre resulta da melhor maneira.

Se trabalho por turnos a tarefa ainda deverá ser mais facilitada, uma vez que se concentra melhor nos horários e tem uma visão mais global da semana.

Para quem tem um horário fixo também não é difícil: manhãs ou finais de tarde deverão ser, por norma, os espaços a branco nessa agenda.

A agenda permite que não perca tempo a pensar aquilo que tem para fazer e assim será mais fácil concentrar-se nas suas tarefas.

Também é muito importante definir prioridades. No meio da confusão laboral, familiar e do grupo de amigos, é provável que haja tarefas que requerem mais atenção. Entre o tempo de ir às compras, de estar com os amigos, de se dedicar ao trabalho ou de fazer um pouco de exercício, importa saber o que realmente é importante e quando. Para isso, escreva a maiúsculas, sublinha a diferentes cores ou escreva em diferentes tamanhos as tarefas que tem para fazer, de acordo com a sua prioridade. Assim, saberá distinguir mais facilmente entre aquelas que deve riscar do calendário e aquelas que tem, efectivamente, que cumprir.

Quer ler um livro e não tem tempo quando chega a casa? Aproveite para o fazer quando vai a caminho do trabalho.

Os transportes públicos são uma opção que lhe abre não só o leque de tarefas e permite o encaixe de algumas, como também são favoráveis à carteira. No metro ou no autocarro, é perfeitamente possível ler um livro, organizar uma apresentação em PowerPoint que tem para fazer ou aproveitar para reorganizar a sua agenda e acrescentar ou eliminar tarefas. Pode até ligar a um amigo com quem não fala a algum tempo ou mandar mensagens a combinar o jantar que tem marcado para o dia seguinte.

Acha que perde muito tempo a dar as voltas que são precisas? Faça um roteiro na sua cidade e verifique onde se encontram os serviços, os espaços que tem de visitar ou as lojas onde tem de fazer compras. Assim perderá menos tempo, uma vez que aquilo que tem de fazer está mais concentrado e perde menos tempo entre os diferentes sítios.

É hora de fazer o jantar mas o serão é curto e quer passar mais tempo com os seus? Convide-os a preparar o jantar consigo e assim, pode aproveitar esse tempo de confecção para actualizar as novidades com aqueles em seu redor.

Tem de ir fazer compras mas não sabe como encaixar isso no seu horário? Tem duas opções para não perder muito tempo com as compras para casa. A primeira encontra-se no conforto do seu sofá e é a encomenda online. Se já conhece os produtos que compra e não quer ir à procura de alguma coisa em concreto, pegue na sua lista e faça as compras a partir de casa.

A maior parte das grandes superfícies tem disponível a opção de compra online e de entrega, igualmente. A segunda opção é ir fazendo uma lista daquilo que precisa e fazer as compras de mês em mês, evitando os super ou hipermercados todas as semanas.

E porque o dia só tem 24 horas e eram precisas muitas mais, esperamos não ter gasto muito do seu tempo com estes conselhos.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...