dia das mães

5 dicas para o dia das mães

O presente tem um valor simbólico que vai além do custo monetário: é uma retribuição por aquilo que ela fez por você. Hoje queremos orientar os filhos na escolha e na compra da homenagem.
“Levar a mãe para comer fora é uma forma de reconhecimento, de prestigiar a figura que, no caso do Brasil, é central. Apesar de sermos paternalistas no sentido do domínio, quem faz a gestão do lar é a mulher; o que diz respeito ao cuidado doméstico é com a mulher. O Dia das Mães é o reconhecimento de toda uma sociedade a esse trabalho, empenho e dedicação”.
dia das mães

As mães querem coisas para elas

A mulher endureceu para conquistar mercado de trabalho, mas com a diferença entre homem e mulher diminuindo, agora ela se permite resgatar a feminilidade e a sexualidade, independentemente da idade. A lógica da estética e do embelezamento está ligada a isso: já vemos executivas com batom vermelho; taxista com o carro enfeitado e perfumado. As mulheres voltaram a ser mulherzinhas e a se cuidar. Bolsa, sapato, bijuteria e perfume, por exemplo, são itens que querem ganhar porque é para elas, não é para casa.

Não confundir o presente de Dia das Mães com o de Natal

Quando é Natal, tudo bem ganhar fogão ou outro eletrodoméstico caro, porque é para a família. Presente para a casa no Dia das Mães apenas se tiver design ou outro valor agregado: produto de lojas criativas, porque está ligado à diversão; uma torradeira de design; ou flores, que têm valor simbólico e enfeitam.

As mães estão mais joviais

As avós postam suas fotos em redes sociais; nas novelas, as personagens femininas namoram homens mais jovens. Esse negócio de mãe ganhar casaquinho de tricô é coisa do passado. Até as avós querem animal print (estampa de onça, zebra e afins). Elas também estão absorvendo tecnologia. Celular, smartphone e tablet são opções para as que estão conectadas ou querem se conectar. Os próprios filhos as influenciam a serem mais conectadas. Ingresso para teatro, show ou algum evento também é uma forma de agradar.

Cotização do presente e do passeio ou almoço em casa

Uma forma de economizar é propor a cotização das despesas: um irmão paga o presente, o outro o almoço. Como a casa é o reinado da mãe, do qual muitas vezes ela não quer abrir mão, outra saída é fazer alguma coisa em casa, mas com a condição de a mãe não pisar na cozinha (a não ser que ela queira dar o toque dela no prato). Fazer as compras, lavar a louça e servir de ajudante no preparo do almoço também são formas de contribuir.

Compra em loja virtual e física

Uma opção é surpreender a mãe com um presente que chega pelo Correio. Comprar em loja física também é interessante, porque mãe adora trocar presente, além de ser uma justificativa para ir ao shopping. A troca em loja virtual, por outro lado, tem um procedimento mais complexo e não permite experimentar.
Foto de Giftpundits.com no Pexels
LER TAMBÉM  Cinco truques para economizar no aquecimento sem passar frio
2

Sem comentários

Deixe o seu comentário