montar uma planilha

5 Dicas Para Montar Uma Planilha de Gastos

Administrar as contas pode ficar mais fácil quando se tem controle do dinheiro que sai e entra no seu orçamento. Hoje trazemos 5 dicas sobre como montar uma planilha de gastos.
montar uma planilha

Não use o orçamento como “muleta”

É muito comum notar famílias que usam algum tipo de ferramenta para gerenciar suas finanças, mas não conseguem resultados positivos.
Às vezes, a ferramenta pode estar sendo mal utilizada e servindo apenas como “muleta”.

Atualize a planilha

Na prática, o que vejo são planilhas incompletas e bagunçadas. Gastos não anotados de forma completa (adianta categorizar gastos como “Diversos” ou “Outros?”) e longos períodos sem atualização costumam ser os erros mais frequentes.
Atualize seu orçamento doméstico pelo menos uma vez a cada 15 dias e categorize os gastos de forma que eles façam sentido.

Defina objetivos plausíveis

Outra reação bastante usual no relacionamento com o orçamento familiar decorre da demora em ver resultados.
Acontece que a estratégia de gerenciar as finanças só vai funcionar se a ela forem associados objetivos claros, devidamente precificados e alocados de forma temporal (curto, médio e longo prazo).
Quebre sonhos ou desejos de consumo abstratos (ou grandes demais) em objetivos plausíveis, mantendo sempre alguns deles no curto prazo – para que possam ser comemorados e alimentem os demais.

Associe a disciplina a áreas não relacionadas ao dinheiro

A disciplina é uma característica necessária para que o orçamento doméstico seja eficiente e cumpra seu papel, certo?
E se a associarmos com hábitos de diferentes áreas, como a saúde ou a prática de exercícios, por exemplo? Funciona? Sim!
Realizar atividades interessantes de forma constante gerará resultados. Estes resultados manterão a motivação. Comece a praticar exercícios físicos de forma regular e monitorada.
Associe a disciplina do processo à necessidade de aproveitá-la em outras esferas de sua vida pessoal (aqui cabe o orçamento doméstico).

Construa o seu orçamento doméstico

A esta altura, torço para que você esteja com vontade de voltar a anotar suas receitas e despesas, avaliar suas decisões de consumo e questionar mais sua vida financeira.
“Que ferramenta vou usar para isso,?”, você pergunta. É imperativo que você experimente as opções disponíveis e construa a sua ferramenta ideal.
O que não é legal é esconder-se na desculpa “Nenhuma das ferramentas deu certo comigo” e seguir deixando o controle financeiro de lado.
Use diversas versões de planilhas, faça um test drive nas ferramentas online e adapte o que conseguir para que a ferramenta faça sentido para sua família.
LER TAMBÉM  Ferramentas para controlar os gastos
2

Sem comentários

Deixe o seu comentário