Vale a pena guardar o dinheiro em casa?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

dinheiroA actual crise económica tem vindo a gerar algum clima de insegurança relativamente às entidades bancárias, uma vez que muitas elas têm dado diversos sinais de fraqueza, que poderão funcionar como um poderoso indicador de que não se encontram em posição de garantir a segurança do dinheiro dos seus clientes. Ainda que a situação não seja tão má quanto se possa pensar, o risco encontra-se agora mais activo do que nunca, e por isso é importante ponderar com mais cuidado se é ou não acertado continuar a deixar todo o dinheiro parado numa conta bancária.

Ter o dinheiro no banco poderá já não ser uma opção totalmente segura. No entanto, a questão que se coloca é: Existirá alguma alternativa que se poderá revelar viável? A mais óbvia de todas será começar a guardar o dinheiro em casa, o que, para algumas pessoas, poderá até nem ser má ideia. Infelizmente, é impossível determinar se em casa o dinheiro estará verdadeiramente mais seguro, uma vez que, assaltos, acabam representar uma situação muito mais comum e provável de acontecer do que um banco ir à falência. Esta questão torna-se ainda mais séria se, quem optar por guardar o seu dinheiro em casa, não souber manter segredo absoluto relativamente a esse facto.

Para além da questão da segurança, existe ainda o problema de que, muitos serviços, favorecem o pagamento feito através de cartão de crédito ou transferência bancária, complicando assim imenso a vida de quem escolhe guardar o seu dinheiro em casa. Sem capital presente na conta bancária, as limitações poderão tornar-se imensas, e é por isso que, para qualquer pessoa com um estilo de vida minimamente activo, não ter dinheiro no banco é, simplesmente, uma opção muito pouco viável

A viabilidade de se guardar dinheiro em casa também dependerá muito das quantias que se possuir. Para quem tem 300 ou 400 euros, guardá-los em casa poderá revelar-se uma tarefa perfeitamente exequível. Já para quem possui vários milhares, retirá-los do banco para guardá-los numa propriedade sua poderá revelar-se como uma alternativa muito pouco prática e nada sensata.

Por enquanto, podemos dizer que continua a ser uma melhor opção continuar a guardar o dinheiro no banco. No entanto, retirar uma pequena percentagem mensalmente e guardá-la em casa poderá funcionar como uma medida de prevenção contra situações inesperadas, uma vez que, mesmo que aconteça algo com o dinheiro guardado no banco, nem tudo ficará totalmente perdido.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...