Tenha cuidado com o crédito pessoal

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

crédito pessoalAinda que seja de grande ajuda em determinadas situações, o crédito pessoal poderá, também, contribuir para danificar a situação financeira daqueles que usufruem dele, ao criarem uma dívida que, muitas vezes, acaba por revelar-se extremamente difícil de liquidar. Em tempos de crise, ter cuidado com o crédito pessoal torna-se mais importante do que nunca, uma vez que só assim será possível evitar cair em situações extremamente desfavoráveis, que poderão comprometer todo o futuro das suas economias.

Eis algumas dicas que deverá sempre seguir para evitar envolver-se em problemas por causa de créditos pessoais:

  • Peça apenas um crédito se tal se revelar mesmo necessário. Pedir um crédito pessoal para a aquisição de bens dispensáveis é uma das principais razões pelas quais tantas pessoas se encontram a passar por situações financeiras complicadas.
  • Faça sempre as contas, e certifique-se de que se encontra em posição de cobrir as dívidas que contrai. Ao fazer isto antes de pedir um crédito, evitará estar a acumular dívidas que, mais cedo ou mais tarde, poderão levá-lo à ruína.
  • Escolha cuidadosamente a entidade de crédito onde efectuará o seu pedido. Dependendo muito da entidade que escolher, as taxas poderão revelar-se mais ou menos elevadas, o que em muito poderá influenciar a sua capacidade de cobrir a dívida. Algumas empresas de crédito facilitam imenso o acesso a empréstimos. No entanto, praticam taxas de juro extremamente elevadas, que acabam por colocar o cliente numa situação desconfortável. Esteja atento a estes detalhes, pois só assim evitará pagar mais do que deve.
  • Fique atento a todos os valores associados à celebração de um contrato de crédito. É frequente alguns valores extras não estarem muito evidentes do contrato, o que acaba por fazer com que quem contrai um empréstimo acabe por se comprometer a pagar mais do que aquilo que inicialmente tinha em mente. Leia sempre muito bem o contrato, pois só assim terá a certeza de que não pagará mais do que o suposto.
  • Não acumule créditos pessoais. Se já estiver a pagar uma divida referente a um, não peça outro, pois tal poderá contribuir para originar uma situação desfavorável de endividamento cumulativo.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...