Sete perguntas que fazemos todos os anos com a mudança de hora

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

mudança de horaDaqui a poucas horas começa o chamado horário de inverno. Sempre que isso acontece ficamos na dúvida e não compreendemos muito bem quais são as razões para esta mudança de hora. Vale alguma coisa mudar para o horário de inverno? O que é que o sol tem a ver com isto tudo? Será que se poupa alguma coisa?

 

Adianta-se ou atrasa-se o relógio?

Este domingo, quando o relógio marcar as duas da manhã, volta novamente para a uma hora. Obviamente que uma hora depois voltarão a ser duas horas, mas desta vez vamos deixar o relógio como está.

 

O telemóvel muda sozinho de hora?

Se tem um smartphone, vá a data e hora, seleccione automático e não tem de fazer mais nada.

 

Ganho ou perco uma hora?

O domingo que vem vai ter 25 horas, mas apenas se contam 24. Isso significa que ganhamos uma hora de sono na noite de sábado para domingo, embora na realidade apenas nos seja devolvida aquela que nos foi tirada em Março.

 

Há alguma regra para nunca nos esquecermos de mudar a hora?

É frequente fazer estas perguntas a cada seis meses, mas podemos pensar assim:

Primeiro para a frente, depois para trás. Isso significa que em Março adianta-se uma hora e em Outubro atrasa-se essa hora adiantada.

 

Porque mudamos de hora? Porquê em Outubro e em Março?

Antigamente era tudo mais simples. Eram as 12:00 horas do meio-dia sempre que o Sol estivesse no seu ponto mais alto. Embora nem todos os dias tivessem a mesma duração, entre o meio-dia e o meio-dia do dia seguinte nunca havia 24 horas exactas, mas isso era inaceitável num século onde a industria já dominava.

Neste novo mundo, todos os dias têm 86.400 segundos, pelo que cada dia amanhece a uma hora diferente à medida que os dias ficam mais curtos ou longos durante o ano.

Uma vez definidos os fusos horários, acontecia que o amanhecer ocorria cada vez mais cedo. Seguindo o mesmo horário todo o ano, as candeias de gás das ruas (naquela altura a iluminação pública funcionava a gás) seriam apagadas no verão às mesmas 8:30 da manhã, tal como no inverno, mas isso já seria quase três horas depois do amanhecer.

O horário de inverno nasceu formalmente a 1 de Janeiro de 1974 em Greenwich, tendo-se escolhido duas datas no ano (em finais de Março e de Outubro) a partir das quais haveria o horário de verão e de inverno, de forma a não ser necessário acertar os relógios muitas vezes (naquela altura não havia smartphones).

horário de inverno

Todos os países mudam de hora?

A maioria dos países muda de hora, embora e por diversos motivos nem todos o fazem. Muitos países experimentaram durante algum tempo e depois desistiram.

 

Isso serve realmente para poupar energia?

Se todos acordássemos à mesma hora a poupança seria enorme, mas a cultura moderna faz com que os horários de cada pessoa sejam diferentes das restantes, muitas vezes até mesmo dentro do mesmo lar.

Por outro lado, sabe-se que seria possível poupar cerca de 5% da energia em casa, mas normalmente o consumo apenas se muda da manhã para a noite.

 

É possível que daqui a algumas décadas isto não faça sentido, mas por agora (especialmente no próximo domingo) não se esqueça de dormir mais uma hora.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...