O que é o efeito Diderot

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

efeito DiderotNo que diz respeito à poupança e às finanças pessoas, será conveniente conhecer as consequências do que é conhecido como efeito Diderot. Trata-se de um círculo causal que começa com uma determinada compra, a qual por sua vez leva a novas demandas. Por exemplo, quando uma pessoa está a fazer mudanças ou alterações na decoração da sua casa pode ter vontade de acrescentar coisas novas, uma vez que as novidades no sector da decoração colocaram em evidência a antiguidade de alguns móveis. Consequentemente, os gastos acabam por se multiplicar sem que nada o fizesse prever.

Também pode acontecer que ao querer actualizar o respectivo guarda-roupa, a pessoa tenha uma tendência para comprar vestuário em excesso porque tem a sensação que as coisas que usava no ano anterior já passaram de moda. No entanto, devido ao efeito Diderot, deve haver alguma contenção e bom senso para fazer as mudanças de forma gradual e de acordo com a disponibilidade financeira de cada um.

o efeito Diderot

A história de Diderot

O efeito Diderot mostra a tendência do comprador, que quando se encontra imerso na rotina de fazer algumas compras, consegue justificar sempre novas aquisições.

O efeito Diderot tem este nome em homenagem ao célebre filósofo francês. Diderot contou o caso de ter estreado uma bata nova, mas acabou por tomar consciência que o resto da decoração da sua casa não estava de acordo com a estética desta nova bata. Desta forma, começou a realizar obras em casa e acabou envolvido numa série de gastos extraordinários que não tinha planeado previamente, e que tiveram um início em algo tão banal e anedótico como uma simples bata.

O fenómeno Diderot tem muito a ver com a psicologia do consumidor. Algumas compras podem trazer um sentimento de novidade à vida das pessoas, e neste caso o cliente sente-se atraído por essa sensação agradável.

 

Planear os gastos

Pode acontecer que um gasto em concreto seja um convite para fazer mais e novos gastos. No entanto, será boa ideia planear esse gasto para uma altura mais conveniente e depois de se ter estabelecido um plano concreto. Com efeito, essa compra futura poderá ser uma motivação para a poupança durante um tempo determinado.

Deixe o seu comentário