LinkedIn: portal de emprego vs ferramenta de negócios

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

LinkedInEm cursos, reuniões ou grupos de discussão, quando alguém pergunta “o que é o LinkedIn?”, cerca de 90% das pessoas diz que é um portal de procura de emprego. Isto diz-nos que a maioria das pessoas ainda não compreendeu a capacidade real desta rede profissional para os negócios. Efectivamente, é alta a percentagem de empresas de recrutamento que utiliza o LinkedIn como uma forma eficaz de encontrar talento.

Reid Hoffman foi um dos responsáveis pelo crescimento vertiginoso do PayPal, onde começou como director de operações e acabou como vice-presidente executivo. Depois da compra desta pelo eBay, Hoffman tornou-se num dos investidores privados com mais êxito de Silicon Valley, chegando a realizar mais de 80 investimentos em empresas de tecnologia, entre as quais a Zinga, Discovery Fund, Flickr, last.fm e outras. Paralelamente estava a criar no ano de 2002 a sua jóia da coroa: o LinkedIn.

Para Forbes: “o LinkedIn é muito mais do que uma ferramenta de rede social disponível para quem pretenda tirar mais proveito da procura de emprego, e para os profissionais do mundo dos negócios dos dias de hoje”. Mas para além do óbvio, estamos perante uma potente ferramenta para os negócios e para o networking. Assim como uma empresa abre uma página nesta rede com a intenção de expor ao público a sua cultura empresarial, os valores e a informação comercial, assim devemos também nós fazer do LinkedIn uma forma de promover a nossa marca pessoal.

Perante a pergunta: Quantas pessoas actualizam os seus perfis do LinkedIn frequentemente e quantas o usam para fazer negócios? É surpreendente observar que menos de 20% o utiliza com esses fins. A maioria das pessoas tem a cultura dos portais de emprego onde é costume inserir apenas o respectivo currículo, e nada mais fazem.

O LinkedIn não é uma plataforma que faça grandes alterações de forma continua, como é o caso do Facebook ou do Twitter. No entanto, quando têm alguma novidade, é normalmente algo muito bem pensado. Há algum tempo fez uma mudança que já está a ter bastante êxito.

Trata-se de uma ferramenta que nem todos conhecem, a “Validação de competências“. É necessário entrar num perfil e navegar na página de uma pessoa, e quase no final está a secção “Competências”, onde cada um de nós pode dizer que conhece as competências dessa pessoa, quer seja offline ou online, e validar os conhecimentos dela. Diz mesmo que “tal” pessoa validou “esta e aquela das tuas competências”, convidando-nos a fazer o mesmo com os nossos contactos.

Isto faz com que haja um maior tráfego para a nossa página pessoal e aumenta o tempo de permanência nos perfis e nesta rede social de uma forma geral. Em próximos artigos irei aprofundar um pouco mais sobre as melhores práticas para criar negócios através desta rede profissional.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...