Impressoras laser ou jacto de tinta: quais as mais rentáveis?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

laser ou jacto de tintaQuer seja para uso doméstico ou para um escritório, quando vamos comprar uma impressora surge sempre a mesma dúvida: impressora a laser ou jacto de tinta?

Cada sistema de impressão tem suas vantagens e desvantagens e pode atender melhor às necessidades de diferentes perfis de usuário. Vamos conhecer melhor os dois tipos para ajudá-lo a escolher o mais adequado para si.

Esta escolha não é trivial. E não é apenas pela velocidade ou facilidade de utilização, mas também pelos gastos nos consumíveis. Mas vamos ao que interessa.

 

Impressora laser vs jacto de tinta: funcionamento

As impressoras de jacto de tinta funcionam através de uma cabeça de injecção que fica situada no cartucho (embora algumas a tenham à parte) e que distribui a tinta pelo papel.

As laser, por outro lado, utilizam um laser para gravar um cilindro fotossensível. Depois este cilindro passa pelo depósito de toner, onde os pigmentos aderem, e daí passa finalmente ao papel.

Esta diferença substancial no funcionamento faz com que, de uma forma geral, as impressoras de jacto de tinta sejam mais precisas e imprimam melhores gráficos e imagens.

As impressoras a laser, em contrapartida, costumam ser mais rápidas, eficientes e robustas, mas também são mais caras.

No entanto, nos últimos anos, as impressoras de jacto de tinta melhoraram muito em termos de eficiência e velocidade. Ao mesmo tempo, as impressoras a laser também baixaram bastante de preço, sendo agora uma alternativa viável para utilizadores domésticos e pequenos negócios.

 

Tinta ou toner: o que é mais rentável?

De uma forma geral, as impressoras de jacto de tinta são mais económicas de adquirir, mas mais caras de usar. Por outro lado, com as impressoras a laser acontece o contrário, são mais caras de adquirir mas mais baratas de utilizar.

Por exemplo, uma impressora multifunções de jacto de tinta de gama média como a HP Envy 4520 custa cerca de 60 euros. Imprime a 9,5 PPM (páginas por minuto) a preto e branco e 6,8 PPM a cores. O cartucho oficial de tinta preta XL custa cerca de 25 euros e permite imprimir 480 páginas segundo o teste standard ISO (0,05 euros por página). Se utilizarmos cartuchos compatíveis equivalentes, o preço é por volta dos 15 euros (0,031 euros por página).

Por outro lado, uma impressora laser multifunções como a Samsung SL M2070W custa cerca de 100 euros. Imprime apenas a preto e branco, a uma velocidade de 20 PPM. O cartucho oficial da marca custa cerca de 50 euros e permite imprimir por volta de 1.000 páginas, o que representa um preço bastante semelhante por página. Se utilizarmos cartuchos compatíveis, estes têm um preço por volta dos 25 euros (0,025 euros por página), o que faz com que a impressora fique amortizado após 6.400 páginas, o que equivale a trocar 13 vezes de cartucho de jacto de tinta.

Obviamente que o factor económico não é a única coisa a ter em conta. As impressoras de jacto de tinta têm a vantagem de serem mais versáteis: podem imprimir a cores e são muito precisas, mas também são mais delicadas. É preciso alinhar e limpar as cabeças, a tinta seca se não usarmos a impressora e também desperdiçam tinta sempre que a usamos, embora cada vez menos.

As impressoras a laser são menos versáteis, embora também as haja a cores, embora sejam mais caras. Mas por outro lado, também são mais robustas, precisam de menos manutenção e são ideais para imprimir trabalhos maiores sem problemas.

Deixe o seu comentário