E quando parece não haver saída?

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

saídaPor várias razões, às vezes encontramo-nos no que aparenta ser um beco sem saída. Seja porque estamos num trabalho de que não gostamos e não somos bem pagos, ou porque estamos desempregados sem saber onde procurar emprego, as contas continuam a chegar e sentimos que nos movemos apenas para nos afundarmos ainda mais, como se estivéssemos em areias movediças.

Quantos estão sem trabalho, nem poupanças e sem nada no frigorífico? O pior nesta situação é que nem sequer há vontade de procurar emprego, ou melhor, é preciso dinheiro urgentemente, no entanto, por vezes é tanto o desespero que é preciso aceitar qualquer trabalho, por pior que seja, pois nestes tempos de crise o trabalho não abunda e as pessoas ficam ainda mais desoladas. Resultado? Ficam paralisadas e consequentemente não encontram trabalho e a situação piora ainda mais.

Mas a realidade e o que aterroriza, é que é preciso trabalhar em “qualquer coisa”, o que por sua vez ainda paralisa mais por não se encontrar nenhum trabalho.

Mas é possível sair desta situação. Como? Enfrentando primeiro as emergências. As coisas mais urgentes primeiro. E o primeiro ponto é encontrar trabalho. Mas em quê? Onde? Não se faz a mais pequena ideia. Mas há que concentrarmo-nos apenas em sair desta emergência e não pensar em mais nada. Mas o melhor pode não ser exactamente o que se quer… e talvez se esteja a desviar dos objectivos na vida… só que tudo isto é apenas blah blah blah! Apenas há que concentrar a energia em subir a montanha que temos pela frente. E concentrar-se nesse caminho. Concentre as suas forças em encontrar um trabalho que lhe permita sair da emergência onde está. E o resto? O resto, vem depois.

Depois de conseguir “tirar a cabeça fora de água” poderá respirar um pouco , tendo então um pouco de discernimento de ver e pensar melhor. Mas enquanto não consegue estar mais desafogado, a verdade é que apenas continua a andar em círculos.

O trabalho que conseguir irá não apenas salvá-lo nesse momento difícil, como quem sabe se não lhe irá ainda trazer satisfação e experiência.

É possível. Todos temos a capacidade de enfrentarmos os momentos difíceis. A chave é primeiro saber o que podemos fazer, e de seguida concentrar os nossos esforços e dar o passo seguinte e mais adiante um outro passo e por aí fora. Uma coisa de cada vez, sem nunca deixarmos de caminhar em direcção do que realmente queremos.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.

Obrigado por nos subscrever.

Algo correu mal...