Brasil é o país com mais empreendedores

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

empreendedores

Não vamos falar das praias de Ipanema ou Copacabana, nem sequer do samba ou de futebol. O Brasil é muito mais do que isso, e apesar de a sua economia não estar a passar pelo melhor momento dos últimos anos, é o país com o maior número de empreendedores entre a sua população activa, superando mesmo a China e os Estados Unidos.

Os dados são relativos a um inquérito realizado pelo Global Entrepreneurship Monitor, onde se afirma que 34,5 por cento dos brasileiros com idade superior a 18 anos têm uma empresa, trabalham por conta própria ou estão a tratar das formalidades para a abertura do seu próprio negócio, sem depender de salário ou de uma empresa pública ou privada.

A sondagem indica que os brasileiros são os mais empreendedores e estão mesmo à frente de países como a China (26,7%), Estados Unidos (20%), Reino Unido (17%), Japão (10,5%), India (10,2%), África do Sul (9,6%), Rússia (8,6%) e França (8,1%). Este é um dado que não é apenas surpreendente como também reflecte a capacidade de crescimento de uma população altamente fragmentada: perante a falta de perspectivas de trabalho nas empresas, as pessoas estão a criar os seus próprios empregos.

Se nada de anormal acontecer, o Brasil irá acolher os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. É já no próximo ano e esse evento desportivo poderá animar bastante a economia brasileira. No entanto, alguns economistas admitem que após os Jogos Olímpicos o Brasil poderá voltar a ter problemas com a sua economia, a menos que a sua população tenha a capacidade empreendedora e necessária para sair enfrentar esses momentos mais duros e sair vencedora.

Entre 2004 e 2014, diz o inquérito, o Brasil deu um salto dos 23% para os actuais 35% no número de empreendedores individuais. Com feito, metade dos novos empreendedores abriu o seu próprio negócio nos últimos três anos e espera-se que o ritmo de crescimento se mantenha.

São notícias excelentes para um país onde os níveis de pobreza continuam demasiado elevados, a corrupção está instalada na mais alta política e a violência relacionada com o narcotráfico continua presente nas ruas e especialmente nas favelas. Dar um impulso ao ecossistema empreendedor parece ser neste momento a melhor receita para todos esses problemas e males.

Imagem @PortoBay Hotels & Resorts

Deixe o seu comentário