A pressa não é boa conselheira

Detectámos que tem um Ad Blocker ativo.

As receitas provenientes da publicidade permitem-nos continuar a produzir artigos de qualidade. Considere desligar o Ad Blocker neste site. Obrigado pelo seu apoio.

finanças pessoaisVivemos num mundo demasiado apressado. Por vezes parece que a única forma de se conseguir fazer tudo é andando a correr, para se poder conseguir ainda arranjar mais algum tempo para se fazer tudo o resto. O problema é que fazer as coisas rápido demais pode levar-nos a cometer erros que podem custar caro. Andar a correr conduz a situações de stress e obriga a cometer erros, e então quando são situações que mexem com as nossas finanças pessoais, a última coisa que queremos, é fazer as coisas de forma stressada e tomar decisões apressadas que nos podem fazer perder dinheiro.

Hoje trazemos aqui uma lista com 10 actividades que normalmente são feitas demasiado depressa, e que por isso mesmo nos podem custar caro. Leia com calma e veja se não deve desacelerar um pouco nalgumas áreas da sua vida.

 

Fazer compras

Fazer compras é uma daquelas coisas que as pessoas tentam despachar o mais rápido possível. No entanto, apressar uma ida às compras pode fazer com que nos esqueçamos de alguma coisa, obrigando a voltar mais tarde. Há um sem número de razões pelas quais isso pode sair caro. Por exemplo, pode haver alguma coisa no supermercado que você se esqueceu e que já não está disponível quando voltar novamente. Ou pode ter-se esquecido de um ingrediente essencial para o jantar e por isso tem de voltar, ou então tem de encomendar no takeaway. Outro exemplo é a compra de uma peça de vestuário, a qual e após uma inspecção mais cuidadosa em casa, se verifica não estar nas melhores condições, obrigando a ir novamente à loja e quem sabe se ainda haverá outra peça igual que não esteja defeituosa. Tudo isso é um custo adicional, pelo que deve ter algum cuidado e calma para evitar estas situações.

 

Trabalhos de reparação

Trabalhos de reparação em casa é outra coisa que deve ser feita calmamente. Por vezes fazer uma reparação apressadamente pode resultar num trabalho mal feito e que precisa de ser novamente feito mais tarde, o que se traduz numa perda de tempo e dinheiro. Por exemplo, imagine que substituiu um vidro partido de uma janela. Você não vai querer perder novamente tempo e gastar mais dinheiro, apenas porque não fixou bem o vidro, ou vai?

 

Limpezas

São poucas as pessoas que gostam de limpar as suas casas ou apartamentos. Já alguma vez pegou o primeiro produto de limpeza que viu e começou a limpar a mobília e os electrodomésticos? Talvez tenha sido o produto menos indicado para a limpeza e as coisas ficaram piores do que já estavam… E quando se voltam a pôr as coisas no lugar após limpar, mas depois com a pressa ficam no sítio errado. A casa até pode parecer limpa, mas depois você não sabe onde estão aqueles documentos importantes que tanto precisava encontrar. Limpar demasiado depressa pode fazer com que as coisas em casa fiquem mais desorganizadas do que antes das limpezas.

 

Cozinhar

Cozinhar é outra coisa que as pessoas tentam despachar o mais rápido possível. No entanto, muitas vezes quando se tenta apressar um cozinhado pode-se ter como resultado algo intragável. Apressar as coisas na cozinha faz com que não se tome a devida atenção ao que se está a fazer, correndo o risco de estragar a comida, obrigando a deitá-la fora em vez de ter algo delicioso para o almoço. Isso já para não falar dos risco de um eventual acidente, do género poder cortar-se com uma faca ou queimar-se porque estava a fazer as coisas muito depressa e não estava a prestar atenção.

 

Assuntos com o banco

Tratar de assuntos no banco pode tornar-se chato, principalmente se tem o hábito de todos os meses pagar as contas através do banco. Tratar de contas apressadamente pode significar o esquecimento de liquidar uma conta ou mesmo de enganar-se numa transferência bancária. Pode mesmo esquecer-se de registar um cheque passado e por isso deixou de controlar o seu saldo bancário. A última coisa que vai querer é perder o controlo das suas finanças apenas porque estava com muita pressa para prestar atenção ao que estava a fazer.

 

Multitasking

A maioria das pessoas pensa que consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo sem ter falhas. No entanto, fazer várias coisas ao mesmo tempo nunca é boa ideia quando estamos a lidar com dinheiro. Se você não prestar atenção quando está a pagar uma conta ou a assinar um novo contrato de tv cabo é possível que acabe a pagar mais do que pensava porque não se deu ao trabalho de conferir o que assinou ou pagou.

 

Fazer exercício

Você é sócio de um ginásio ou academia? Quando vai ao ginásio entra e sai o mais rápido que pode? Se você paga uma mensalidade cara pelo ginásio, então não devia evitar estar lá pouco tempo, devia era usufruir de tudo o que pagou. Está a desperdiçar o dinheiro da mensalidade ao passar o mínimo tempo possível a fazer exercício físico. Pode ainda estar a fazer os exercícios da forma errada, por estar a despachar, e por isso pode estar a correr o risco de se lesionar, com todos os gastos e inconvenientes daí resultantes. Por outro lado, se você apenas se inscreveu no ginásio num impulso e depois não vai, apenas está a deitar dinheiro à rua.

 

Começar um negócio

Muitas pessoas que embarcam na aventura de abrir um novo negócio querem ver resultados o mais rapidamente possível. No entanto, ninguém se deve apressar a começar um novo negócio. Primeiro há que recolher toda a informação necessária para evitar colocar em perigo as suas finanças pessoais, fazendo de seguida um plano de negócios devidamente estruturado, de forma a garantir umas fundações sólidas e sustentáveis para o negócio.

 

Investimentos

Investir nunca deve ser uma coisa feita apressadamente. Compreende-se que uma pessoa possa andar sobrecarregada e stressada quando está a pesquisar informações sobre um produto ou uma empresa para investir, mas investir é algo que requer tempo e muita calma para analisar o que se está a fazer. O que é necessário é muita pesquisa sobre o assunto, nunca se deve fazer as coisas por palpite. Analisar calmamente um investimento diminui as hipóteses de se estar a investir acidentalmente num mau produto ou empresa e perder dinheiro.

 

Compras diárias

Por vezes andamos de tal forma stressados que gastamos dinheiro sem sequer pensar. É muito fácil pagar coisas como um simples café ou um lanche sem realmente tomar muita atenção. Quando se está apressado não é fácil parar para pensar sobre quanto dinheiro se está a gastar. É aqui que geralmente os orçamentos pessoais falham – em todas as compras feitas diariamente e que não foram planeadas. No entanto, essas compras foram feitas com tanta pressa que nem sequer se registou o gasto, desequilibrando o orçamento familiar.

Deixe o seu comentário

SUBSCREVER GRÁTIS

Subscreva a nossa lista de email e receba novos artigos e actualizações comodamente na sua caixa de email.